Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Apelos à responsabilidade com desconfinamento parado
Protocolo aprovado beneficia concelho

Apelos à responsabilidade com desconfinamento parado

IPC aposta no nome de Jorge Machado

Apelos à responsabilidade com desconfinamento parado

Braga

2021-06-18 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Braga não volta a não avançar, mantendo-se na fase de 1 de Maio do plano de desconfinamento. Situação epidemiológica no concelho levou ontem ao relançamento da campanha que apela ao cumprimento das regras.

Ricardo Rio diz que “era expectável” que Braga não avançasse no processo de desconfinamento, isto apesar de a situação epidemiológica estar agora melhor do que na semana passada. Ainda há “um longo caminho” até que o concelho baixe para para menos dos 120 casos por 100 mil habitantes, a linha que lhe permitirá continuar a desconfinar.
O autarca reagiu assim à decisão tomada pelo Governo que mantém o concelho “retido” no mesmo patamar do desconfinamento a partir de 28 de Junho.
Ricardo Rio falava no final de uma reunião em que participaram também o reitor da universidade do Minho, Rui Vieira de Castro, o presidente do Concelho de Administração do Hospital de Braga, João Oliveira, o director executivo do ACES Cávado 1- Braga, Domingos Sousa, e de João Manuel Cruz, coordenador da Unidade de Saúde Pública de Braga.
Segundo João Manuel Cruz, Braga registava ontem uma taxa de incidência de 170 casos de Covid-19 por 100 mil habitantes, o que coloca o concelho numa situação que inspira preocupação e que levou estas entidades a reunirem e relançarem a campanha ‘Braga fecha a porta ao vírus’.
A campanha não é mais do que um apelo a toda a população para que continue a cumprir rigorosamente todas as regras para prevenir a Covid-19, nomeadamente usar máscara, desinfectar frequentemente as mãos e manter o distanciamento social. Importante é também fazer o teste de rastreio mediante sintomatologia suspeita.
O edil tem realçado que este agravamento da pandemia não tem tido reflexos em termos de resposta hospitalar. Isso mesmo foi confirmado ontem por João Oliveira. Segundo o responsável hospitalar, estavam internadas ontem nove pessoas com Covid-19 no Hospital de Braga, uma delas em cuidados intensivos. “Isto é importante numa altura em que, no hospital, ainda estamos a recuperar a actividade assistencial. Queremos continuar focados na prestação desses outros cuidados de saúde”, referiu João Oliveira.
Já Domingos Sousa deu nota de que o ACES tem indicadores que apontam para o aumento da procura da área dedicada aos cuidados respiratórios. Isto numa altura em que os centros de saúde estão empenhados na resposta aos doentes não Covid

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho