Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Apelo à superação guerreira no Olímpico
Construção da nova ETAR do Este em concurso público por 30 milhões

Apelo à superação guerreira no Olímpico

Divulgação do VIII Torneio Internacional Cidade de Famalicão

Apelo à superação guerreira no Olímpico

Desporto

2021-02-25 às 06h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

SC Braga tem pela frente uma tarefa hercúlea: guerreiros entram em campo, no Estádio Olímpico de Roma, a partir das 20 horas, para dar a volta à desvantagem de dois golos da primeira mão dos 16 avos-de-final e contrariar o histórico europeu.

É uma tarefa para verdadeiros guerreiros. Na bagagem da primeira mão dos 16 avos-de-final, disputada em Braga, há uma semana, foi uma desvantagem de dois golos, daí que a equipa de Carlos Carvalhal necessite de apelar ao espírito hercúleo dos arsenalistas para disputar esta segunda mão, no Estádio Olímpico de Roma, frente à equipa de Paulo Fonseca, com o objectivo de dar a volta à eliminatória e manter vivo o sonho de qualificação para os oitavos-de-final.
A verdade é que na história dos 150 jogos europeus do SC Braga não há registo de uma reviravolta - após derrotas caseiras, nunca o clube bracarense conseguiu o apuramento -, no entanto, estes guerreiros de Carvalhal têm demonstrado esta época que não há impossíveis no futebol e que nem as contrariedades abalam a ambição do grupo. E, esta temporada, há até um resultado que pode servir de inspiração para o duelo desta noite: em Dezembro, na última viagem europeia, à Grécia, o SC Braga venceu o AEK, em Atenas, por 2-4, triunfo a fechar a fase de grupos e que carimbou, precisamente, a passagem a esta fase da competição. Tormena, Esgaio, Ricardo Horta e Galeno apontaram os golos da vitória.

Olhando ao histórico, há também quatro triunfos por 2-0, fora de portas, resultado que é igualmente encorajador, já que dois golos empatam a eliminatória e dão direito, pelo menos, a tempo extra de prolongamento.
Para a batalha no Olímpico, Ricardo Esgaio é ausência de peso (depois da expulsão na primeira mão), numa equipa que não conta com David Carmo, Iuri Medeiros, Castro, Francisco Moura e Rui Fonte devido a lesão.
Na comitiva até Roma, Carlos Carvalhal levou o jovem Hernâni - avançado de 19 anos, da equipa B, que já marcou cinco golos no Campeonato de Portugal - e deixou de fora Raúl Silva, central que já tinha ficado ausente do Tondela, devido a gestão física.
Já a Roma, está quase na máxima força, sendo o craque Nicolo Zaniolo, que ainda não jogou esta época, a grande baixa.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho