Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Apartamento ardeu e Judiciária investiga
Museu Virtual da Memória Marítimo no navio Gil Eannes

Apartamento ardeu e Judiciária investiga

‘Mão Morta’ musicam filme mudo no GNRation

Apartamento ardeu e Judiciária investiga

Casos do Dia

2012-04-05 às 06h00

Luís Fernandes Luís Fernandes

O apartamento do quarto andar de um prédio da Rua José António Lisboa ficou ontem parcialmente destruído em consequência de um incêndio. A Polícia Judiciária foi chamada ao local por suspeitas na origem do sinistro.

O alerta chegou aos Sapadores Bombeiros às 16,55 e quatro minutos depois também eram chamados para o local os Bombeiros Voluntários.
As causas do incêndio que destruiu quase totalmente o que se presume ser uma sala do apartamento e danificou os outros compartimentos em consequência do fumo e da carga térmica produzidos, certamente que a Polícia Judiciária se pronunciará a seu tempo, depois de recolhida toda a informação sobre o assunto.

Informações recolhidas no local revelaram que o companheiro da alegada proprietária do apartamento, P. Pereira, estaria envolvido com uma outra mulher, originando um conflito que terá vindo a agudizar-se nos últimos tempos, com alegadas situações de violência doméstica.
Aliás, os bombeiros referiram que encontraram o apartamento bastante vandalizado.

“Há para aí muita trapalhada” — disse uma vizinha, na altura em que Paula Cristina, muito chorosa, procurava responder às perguntas do comandante dos Sapadores, Carlos Esteves, e do graduado da PSP. O seu estado emocional era tanto que Carlos Esteves solicitou a presença do INEM.

Aquela cidadã, que previa deixar ontem Braga para viajar até à zona centro do país, teve de ser transportada para o Hospital de Braga para ser adequadamente tratada.
De resto, para além dos Sapadores que apareceram ali com 15 homens, um auto-tanque, dois carros de combate a incêndios urbanos, uma auto-escada e o INEM, também os Voluntários se apresentaram com três viaturas e 10 homens. Os Voluntários de Amares acabaram por ser dispensados.
Não há feridos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.