Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Andebol da UMinho luta pelo 5.º lugar nos EUSA Games
Mostra de Artesanato evidenciou Barcelos como Cidade Criativa da UNESCO

Andebol da UMinho luta pelo 5.º lugar nos EUSA Games

‘Ora pro Nortes’ doada por Walter Nu vai ser instalada no Sameiro

Desporto

2018-07-19 às 17h30

Redacção

A primeira semana dos EUSA Games que decorrem em Coimbra, até 28 de Julho, fica marcada pela boa campanha do andebol masculino da Universidade do Minho (UMinho) que hoje vai disputar frente à Universidade de Radboud (Holanda) o 5.º lugar. O voleibol feminino vai disputar o 9.º lugar frente à Universidade de Helsínquia (Finlândia).

A maior competição multidesportiva alguma vez organizada em Portugal arrancou no passado dia 15 de Julho na cidade dos estudantes, em Coimbra. Os EUSA Games levam durante duas semanas mais de 4000 estudantes/atletas até às margens do Mondego, onde disputaram o tão ambicionado ouro em 13 modalidades.
A UMinho, que nesta primeira semana se fez representar nas modalidades de andebol (masculino), basquetebol 3x3 (masculino), remo e voleibol (feminino), é uma das universidades Europeias que marca presença neste grandioso evento desde a sua primeira edição, em 2012, na cidade espanhola de Córdoba.
O andebol, que partia com o estatuto de potencial candidato às medalhas, teve uma boa campanha na fase de grupos, tendo-se apurado para os quartos-de-final após duas vitórias e uma derrota.
Nos quartos, frente aos franceses da Universidade de Marselha, os minhotos acabariam por sofrer, já muito perto do final, uma derrota por 28-23 (a AAUMinho esteve sempre na liderança do marcador até ao minuto 25 da segunda parte).

Na partida seguinte, e no caminho que os levou à disputa do 5.º lugar, a equipa orientada por Eduardo Fernandes derrotou por 28-25 a Universidade de Oslo.
Hoje, frente à Universidade de Radboud (Holanda), os minhotos vão então disputar o jogo de atribuição do 5.º e 6.º lugares. “Acabámos por não ter a sorte do jogo e acusamos o cansaço e a inexperiência de alguns jogadores nestes contextos”, comentou Eduardo Fernandes, que fez ainda algumas criticas ao modelo competitivo da prova: “Este modelo competitivo, não é o melhor para premiar o real valor das equipas, pois acabamos por jogar na fase a eliminar com as mesmas equipas que jogamos na fase de grupos”.

No voleibol feminino, as minhotas, apesar do esforço, não conseguiram ultrapassar a fase de grupos (sofreram três derrotas) e viram-se relegadas a lutar pelos lugares extra pódio.
No trajecto até à disputa do 9.º e 10.º lugares finais, a UMinho bateu por três sets a zero a Universidade de Oslo, Dinamarca. A última partida irá colocar as minhotas frente a outro conjunto nórdico, a Universidade de Helsínquia, Finlândia.
A terminar, e já com todas as partidas disputadas e classificação final definida, temos o basquetebol 3x3.

Tal como no voleibol, a fase de grupos foi madrasta para a UMinho. Com cinco derrotas em cinco jogos, os minhotos viram-se relegados para a luta dos lugares mais baixos da classificação geral.
Aí, na única partida disputada, os atletas orientados por José Costa bateram o Politécnico do Porto por 17- 8 e garantiram o 21.º lugar da geral. “Apesar de falhado o objectivo traçado, que seria igualar ou melhor o resultado do ano passado (15.º lugar), saímos daqui de cabeça levantada e com o sentimento de dever cumprido. O nosso grupo era muito complicado (o nível competitivo estava mais elevado que em 2017) e a componente física continua a ser um problema para nós. Somos bons tecnicamente, mas somos sempre mais baixos e mais leves e isso complica, principalmente num jogo tão físico como o 3x3”, afirma José Costa.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.