Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Amares adere à Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis
Milhares assistiram ao cortejo histórico

Amares adere à Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis

Iniciativa ‘Braga Plogging’ é para continuar

Amares adere à Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis

Cávado

2019-05-24 às 06h00

Redacção Redacção

Adesão é o reflexo das políticas implementadas pelo Município no domínio da saúde, das quais se destaca o projecto Pimpolho, o regime da Fruta nas Escolas e a comparticipação da medicação.

O Município de Amares aderiu à Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis, uma associação de municípios que tem como missão apoiar a divulgação, implementação e desenvolvimento do projecto ‘Cidades Saudáveis’ nos municípios que pretendam assumir a promoção da saúde como uma prioridade da agenda dos decisores políticos.

A adesão de Amares, que passa assim a integrar a lista dos mais de cinquenta municípios que já se associaram a esta rede nacional, é reflexo das políticas implementadas no domínio da saúde pela autarquia amarense, que se assume como “um território onde se promove, incentiva e vive de modo saudável”, sublinha o presidente da autarquia Manuel Moreira.
A aposta do Município de Amares na promoção da saúde e no estímulo de adopção de um estilo de vida saudável pela população encontra-se vertida nas inúmeras políticas e medidas que tem vindo a assumir e que diariamente são priorizadas na agenda do executivo municipal.

Nos últimos anos, o Município implementou diversos programas e projectos na área da saúde e bem-estar dos quais se destacam a adesão ao projecto Pimpolho (despiste da ambliopia), a comparticipação de duas doses da vacina infantil contra a meningite (Bexero), a comparticipação da medicação de pessoas com idade igual ou superior a 65 anos de idade e a implementação do Projecto do Regime da Fruta e Hortícolas nas Escolas. A estes juntam-se o desenvolvimento do Projecto de Apoio ao Idoso do Município de Amares (PAIMA), a confecção local das refeições escolares em cada centro escolar com supervisão diária de uma nutricionista e engenheira alimentar, apoio às IPSS’s na elaboração de ementas e avaliação do estado nutricional, a criação de uma Semana do Desporto e Juventude, a realização anual de Jornadas Técnicas da Saúde, a adesão a campanhas de prevenção do cancro.

Constituída formalmente em 10 de Outubro de 1997, a Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis desenvolve a sua intervenção procurando apoiar e promover a definição de estratégias locais susceptíveis de favorecer a obtenção de ganhos em saúde, bem como promover e intensificar a cooperação e a comunicação entre os municípios que integram a Rede e entre as res- tantes redes nacionais participantes no projecto Cidades Saudáveis da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.