Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Alvarinho, Coca e cordeiro dão mote a esculturas
Coros Comunitários animam Natal em Famalicão

Alvarinho, Coca e cordeiro dão mote a esculturas

Mil crianças visitaram o Pai Natal em Fafe

Alvarinho, Coca e cordeiro dão mote a esculturas

Alto Minho

2019-10-09 às 11h38

Redacção Redacção

O Alvarinho, as termas, o cordeiro à moda de Monção e a festa da Coca são os temas propostos pela Câmara para esculturas a instalar em rotundas.

O Alvarinho, as termas, o cordeiro à moda de Monção e a festa da Coca são os temas propostos pela Câmara local para as esculturas a instalar em quatro rotundas daquele concelho.
Em comunicado, o município liderado por António Barbosa explicou que os quatro temas representativos da “identidade, cultura e tradição” do concelho serviram de mote a um concurso de ideias, que terminou no início deste mês, e que recebeu propostas de três gabinetes de arquitectura.

Os projectos “vão agora ser analisados pelo município, sendo que no final será elaborado um relatório e escolhida a proposta vencedora em cada um dos temas para que seja concebida a escultura que irá embelezar as quatro rotundas de acesso à vila” de Monção.
“O objectivo é criar uma imagem visual do que de melhor o município tem para oferecer, convidando os visitantes a descobrir a oferta local”, sustenta a autarquia, adiantando que, “além de valorizar as rotundas, os elementos escultóricos constituem-se como ponto de partida da estratégia municipal para o desenvolvimento e promoção do território, reforçando, junto dos automobilistas que circulam na Estrada Nacional 101, as potencialidades naturais e os recursos endógenos do concelho”.

A intenção da autarquia, segundo António Barbosa, citado na nota, “é projectar uma imagem de modernidade sem descurar aspectos ligados à história e tradição do concelho”.
“Queremos símbolos atraentes e contemporâneos que, com audácia e criatividade, representem a nossa origem, identidade, autenticidade e carácter”, frisou. António Barbosa referiu ainda pretender que o projecto “seja capaz de passar fronteiras e estabelecer uma ligação emocional com residentes e visitantes, sendo reconhecido como pilar impulsionador da promoção interna e externa do município”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.