Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Alunos de Engenharia Informática do IPVC desenvolvem aplicação que ajuda invisuais a apanhar autocarros
Câmara de Barcelos investe 500 mil euros no Orçamento Participativo

Alunos de Engenharia Informática do IPVC desenvolvem aplicação que ajuda invisuais a apanhar autocarros

Monção & Melgaço: o maior encontro de vinhos verdes

Alunos de Engenharia Informática do IPVC desenvolvem aplicação que ajuda invisuais a apanhar autocarros

Ensino

2016-03-31 às 06h00

Redacção Redacção

Auxiliar os invisuais de Viana do Castelo a utilizar o autocarro ou a percorrer as ruas do centro histórico é a finalidade da aplicação para telemóvel que alunos de engenharia informática do Politécnico da cidade vão lançar em Julho. O Instituto Politécnicos de Viana do Castelo (IPVC) explicou que as duas aplicações estão a ser desenvolvidas em parceira com a delegação local da Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO).

Auxiliar os invisuais de Viana do Castelo a utilizar o autocarro ou a percorrer as ruas do centro histórico é a finalidade da aplicação para telemóvel que alunos de engenharia informática do Politécnico da cidade vão lançar em Julho.
O Instituto Politécnicos de Viana do Castelo (IPVC) explicou que as duas aplicações estão a ser desenvolvidas em parceira com a delegação local da Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO).

A concepção das duas novas ferramentas foi iniciada em Fevereiro. “E vão começar a ser testadas, em ambiente real, pelos associados da ACAPO no próximo mês de Maio, apontando-se para Julho a disponibilização de uma primeira versão destas aplicações”, diz a instituição.
Uma das aplicações vai permitir auxiliar as pessoas cegas e amblíopes na utilização nos vários percursos disponibilizados pelos autocarros urbanos no centro histórico de Viana do Castelo, “colmatando uma dificuldade sentida pelos invisuais que se prende com o desconhecimento do local onde devem sair”.

O outro projecto “foca-se nos percursos pedestres entre pontos de referência dentro do centro histórico, garantindo que o utilizador é auxiliado caso perca a orientação”.
A parceria entre a ACAPO e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG-IPVC), envolvendo os finalistas do curso de engenharia informática Daniela Mendes, Pedro Martins e André Lima, tem como finalidade “melhorar a autonomia das pessoas com deficiência visual na realização de algumas tarefas do quotidiano”.

Para o presidente da ACAPO de Viana do Castelo, Francisco Silva, as novas soluções, “mostram a grande importância do trabalho em rede, aproveitando recursos, e ao mesmo tempo sensibilizando para a inclusão e capacitação das pessoas com deficiência visual”.
Já a docente e orientadora dos projectos, Sara Paiva, realçou “a importância da colaboração entre a comunidade académica e as instituições locais e que se traduzem em benefícios para ambas as partes”.

“Por um lado, os alunos têm contacto com projectos e necessidades reais o que é um desafio para eles e uma motivação extra. Por seu lado, as instituições têm a oportunidade de ver concretizados projectos que são uma clara mais-valia para os seus associados e público em geral” ex- plicou a docente.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.