Correio do Minho

Braga, sábado

Alterações climáticas: Ambientalista dinamarquês Bjorn Lomborg alia-se à teoria do aquecimento global
Município apoia Bombeiros Voluntários de Esposende e ACICE

Alterações climáticas: Ambientalista dinamarquês Bjorn Lomborg alia-se à teoria do aquecimento global

Guimarães celebra Semana da Criança com programa repleto de iniciativas

2010-08-31 às 18h27

Lusa

O ambientalista dinamarquês Bjorn Lomborg, conhecido pelo seu ceticismo quanto à teoria das alterações climáticas, admitiu que o aquecimento global é 'sem dúvida' uma das principais preocupações e um dos desafios que a humanidade deve enfrentar.

O ambientalista dinamarquês Bjorn Lomborg, conhecido pelo seu ceticismo quanto à teoria das alterações climáticas, admitiu que o aquecimento global é 'sem dúvida' uma das principais preocupações e um dos desafios que a humanidade deve enfrentar.

Esta posição é revelada pelo jornal britânico 'The Guardian', que diz que a atitude assumida por Lomborg dará um novo impulso aos defensores da teoria do aquecimento global do planeta.

Lomborg era conhecido por criticar os cientistas que alertavam para as alterações climáticas e os ambientalistas que faziam campanhas contra o aquecimento global, alegando que estes estavam a exagerar o problema.

Num livro a ser publicado em breve, Lomborg defende a necessidade de se investir milhares de milhões de dólares para atacar aquele problema ambiental, informa o 'The Guardian', citado pela EFE.

'Investir 100 mil milhões de dólares (879 mil milhões de euros) ao ano significaria que pdoeríamos resolver o problema das alterações climáticas em finais deste século', refere o ambientalista dinamarquês no seu livro.

Lomborg recomenda um investimento na investigação e no desenvolvimento de fontes de energias ecológicas, como a energia solar e nuclear.

Além disso, mostra-se favorável à aplicação de cargas fiscais às emissões de carbono como forma de financiar o combate ao aquecimento global.

A opinião de Lomborg foi conhecida depois de terem sido divulgada as principais recomendações entregues pelos representantes da InterAcademy Council (IAC) ao secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, na sede daquele organismo.

Segundo as recomendações, a ONU deve impulsionar reformas 'essenciais' na estrutura do Grupo Inter-Governamental contra as Alterações Climáticas e fortalecer os mecanismos de controlo para evitar os erros que fizeram questionar o rigor dos seus estudos.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.