Correio do Minho

Braga, sábado

Altas temperaturas exigem cuidados redobrados com o fogo
Comemorações do Dia do Exército começam este sábado em Guimarães

Altas temperaturas exigem cuidados redobrados com o fogo

Pavilhão Multifuncional será construído em na Escola de Igreja de Sande S. Martinho

Casos do Dia

2018-08-19 às 07h00

Teresa M. Costa

Multiplicam-se os alertas até por sms, mas continuam a deflagrar incêndios, muitos durante a noite. Com o calor a apertar, a GNR reforça a vigilância, mas cabe a todos evitar qualquer ignição

Com o Minho sob alerta face ao risco de incêndio, que está no nível máximo em vários concelhos, multiplica-se o número de incêndios, muitos durante a noite, como aconteceu, na noite e madrugada de ontem em Celorico de Basto (Ribas e Vale de Bouro); em Monção (Mazedo e Cortes) e em Valença (Boivão).

As ignições nocturnas não deixam dúvidas quanto à sua origem humana, seja negligente ou intencional, numa altura em que os alertas chegam às pessoas, inclusive através de sms.

As elevadas temperaturas previstas para estes dias, associadas a vento e humidade reduzida, aumentam o risco de propagação de incêndios. Por tudo isto, nunca é demais reforçar os alertas para os cuidados a ter em espaços rurais e florestais, onde deve ser evitada qualquer ignição.

É proibido fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais, o que inclui churrascos, a não ser que os grelhadores estejam afastados ou em locais devidamente autorizados.
Está também proibida a realização de queimas de amontoados e/ou queimadas extensivas.

Ainda a semana passada, a GNR deteve, em Celorico de Basto, um homem por ter realizado uma queima de sobrantes de resultou num incêndio.

O lançamento de foguetes e/ou balões de mecha acesa também está proibido durante o período crítico, tendo sido canceladas as autorizações de fogo de artifício para festas e romarias como é o caso da Nossa Senhora da Agonia, em Viana do Castelo.

A proibição estende-se a acções de fumigação ou desinfestação de apiários, em espaço florestal, bem como à utilização de máquinas ou equipamentos que não disponham de retenção de faíscas.
Face a qualquer ignição, as pessoas devem dar o alerta de imediato para evitar a propagação do incêndio.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.