Correio do Minho

Braga, sábado

Agrupamento de Maximinos premeia mérito e valor dos alunos
“Viana do Castelo é exemplo de desenvolvimento transfronteiriço”

Agrupamento de Maximinos premeia mérito e valor dos alunos

Câmara de Vizela teme que CTT estejam a preparar o encerramento

As Nossas Escolas

2017-07-15 às 18h07

Teresa M. Costa

ENTREGA DE PRÉMIOS de mérito escolar e valor a 247 alunos encerrou ontem, com chave de ouro, o ano lectivo 2016/2017 no Agrupamento de Escolas de Maximinos.

A comunidade escolar do Agrupamento de Escolas de Maximinos esteve ontem de parabéns, não por um qualquer aniversário, mas porque foi dia de distinguir o mérito académico e premiar o valor dos alunos.

Para o director do Agrupamento, António Pereira, os parabéns são extensivos a toda a comunidade escolar porque, além do dos alunos que trabalharam pelos bons resultados, também os professores, os colegas, os funcionários e os pais se esforçaram para que tivessem condições de sucesso.

António Pereira falava na cerimónia de entrega dos prémios aos alunos do 1.º e 2.º ciclos, que decorreu na Escola Frei Caetano Brandão.

Ao contrário dos anos anteriores, decorreram cerimónias distintas, devido às obras em curso no Parque de Exposições de Braga. “Estando divididos nas cerimónias, não perdemos de vista que somos uma família, um Agrupamento único” ressalvou o director.

Na Frei Caetano Brandão, António Pereira pediu compreensão pelas condições. “Não tínhamos um espaço que permitisse reunir todo o Agrupamento” explicou.
Mas em vez de menos condições, o director preferiu destacar o trabalho a mais para pôr o recreio a preceito.
Por outro lado, “é um espaço que nos diz mais a todos e que utilizamos ao longo de todo o ano” reforçou, evidenciando a afectividade.
A falta de um espaço condigno para reunir pais e para acolher eventos culturais, de música, dança ou outra área ou mesmo a cerimónia de entrega de prémios de mérito levou António Pereira a apelar à mobilização de toda a comunidade escolar e mesmo da comunidade envolvente em torno do projecto que o Agrupamento de Escolas de Maximinos submeteu ao Orçamento Participativo.

O projecto - que prevê a transformação da zona de ligação entre os diferentes blocos num espaço polivalente - passou a primeira fase de votação e está entre os 24 projectos que estão, neste momento, em votação para escolher os que serão financiados.

Além da cobertura do espaço, a intervenção inclui a retiradas das coberturas em fibrocimento, outra situação que preocupa o Agrupamento.
“Precisamos que vocês votem” apelou o director do Agrupamento, realçando que o espaço polivalente permitirá realizar momentos como o de ontem “com outro conforto, outra dignidade e outras condições”.

Ao todo, o Agrupamento de Maximinos distinguiu ontem o mérito académico e o valor de 247 alunos, um número equivalente ao do ano lectivo passado.
Além das boas notas, o Agrupamento distingue, também, aqueles que, tendo tido insucesso em anos anteriores, revelaram melhorias assinaláveis. Este ano lectivo, foram dois os alunos distinguidos nestas condições.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.