Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
‘ADN’ da PASEC é o vencedor do Programar em Rede 2022
Concurso Nacional de Teatro – Ruy de Carvalho eleva Póvoa de Lanhoso a capital do teatro

‘ADN’ da PASEC é o vencedor do Programar em Rede 2022

Melgaço acolhe quarta edição da prova internacional BTT XCO

‘ADN’ da PASEC é o vencedor do Programar em Rede 2022

Vale do Ave

2022-12-03 às 06h00

Redacção Redacção

Projecto foi o mais votado no Conselho Municipal da Cultura. Objectivo é levar jovens e adultos em situação de exclusão a reflectir sobre os principais autores e figuras históricas famalicenses.

Citação

Explorar e valorizar o ‘ADN’ de Famalicão por via das artes é o intuito da Plataforma de Animadores Socioeducativos e Culturais (PASEC), vencedora da edição 2022/2023 do ‘Programar em Rede’, iniciativa promovida pelo Município de Vila Nova de Famalicão que disponibiliza uma verba até ao máximo de 10 mil euros para financiar um projecto cultural apresentado por várias entidades do concelho.
O projecto ‘ADN’, apresentado pela PASEC, será desenvolvido em parceria com o Centro Artístico ‘A Casa ao Lado’, o Agrupamento de Escolas D. Maria II, a Associação Famalicense de Prevenção e Apoio à Deficiência (AFPAD) e a APDASC Norte – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento da Animação Sociocultural.
Partindo de um processo de investigação-relação-acção, o projecto tem como objectivo levar os jovens e adultos famalicenses, nomeadamente os que estão em situação de exclusão, a reflectir e retratar os principais autores e figuras históricas do concelho, através de um espectáculo interactivo de rua e em espaços culturais com as populações locais por todo o concelho.
Os textos, bandas sonoras, cenários amovíveis e encenações de dança e expressão corporal serão desenvolvidos pelos cidadãos numa lógica de cocriação.
Para além da PASEC, também concorreu a esta edição do Programar em Rede, a ‘Ribeirão Musical – Sociedade Artística e Musical’ com o projecto ‘Imbricações Artísticas’.
A proposta vencedora da edição 2022/2023 conquistou 10 dos 18 votos apurados pelo Conselho Municipal da Cultura, do qual fazem parte as entidades culturais do concelho de Famalicão, tendo a reunião acontecido na passada segunda-feira, 28 de Novembro, na Casa das Artes.
Lançado no ano de 2016, ‘Programar em Rede’ já apoiou seis projectos culturais de cooperação, que representaram um investimento municipal de 59 mil euros, tendo servido de alavanca para a concretização de ‘Mu-seus Ilustrados em Rede’(2016), ‘Traço’ (2017), ‘Poesia Invade a Cidade’ (2018), ‘Marc@s, Intervenção pela Arte & Cultura - Pela Coesão Comunitária’ (2019), ‘Intervenções artísticas na Unidade Hospitalar de Famalicão’ (2020) e ‘Obras Sobrepostas’ (2021).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho