Correio do Minho

Braga,

- +
Abel Ruiz renasce no fim e Novais espreita a época mais produtiva
Sector do Turismo sairá reforçado da pandemia

Abel Ruiz renasce no fim e Novais espreita a época mais produtiva

Bombeiros de Arcos de Valdevez receberam equipamento de resgate

Abel Ruiz renasce no fim e Novais espreita a época mais produtiva

Desporto

2021-05-16 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Avançado espanhol voltou a fazer o gosto ao pé, dois meses depois, e vai calibrando a mira para a final da Taça de Portugal. João Novais assumiu o peso do momento contra o Moreirense e fez o terceiro golo na temporada, igualando época de estreia.

Há muito afastados dos golos, Abel Ruiz e João Novais tiveram, no último jogo, com o Moreirense, aparições importantes. Primeiro, a nível colectivo, porque permitiram que a equipa colocasse um ponto final na série de quatro jogos consecutivos sem vitórias. Depois, do ponto de vista individual, elevando os níveis de confiança para o que aí vem: o encerramento do campeonato com o Portimonense e a final da Taça de Portugal, contra o Benfica, em Coimbra, daqui a uma semana.

Abel Ruiz estava de costas voltadas com os golos há mais de dois meses, ele que tinha facturado pela última vez no dia 9 de Março, no triunfo caseiro contra o Vitória SC, por 3-0. Na altura, Ruiz vinha atravessando um excelente momento de forma, com um bis no desafio anterior, no Dragão, frente ao FC Porto, também ele decisivo para que o SC Braga carimbasse a presença na final da Taça.
Daí para cá, Ruiz passou um longo jejum, até na selecção espanhola (sub-21), onde alinhou em três partidas, na última semana do mês de Março, a contar para a fase de grupos do Campeonato da Europa da categoria, cuja fase seguinte se joga no próximo mês de Junho.

Regressado a Braga, o atacante viveu um período de menor fulgor, tendo sido até momentaneamente ultrapassado por Sporar, que foi carimbando a sua presença com alguns golos decisivos (Farense e Boavista, sobretudo).
Quem também voltou a facturar muitos meses depois foi João Novais, embora os golos não façam parte da lista de tarefas primordiais do ‘sete’ do SC Braga.
Num momento complicado, em que a equipa se via na iminência de chegar a um quinto jogo seguido sem vencer, Novais (com Gaitán) ganhou um penálti em cima do apito final, assumiu a marcação e, alheio à pressão do momento, bateu forte, colocado e sem hipóteses para Miguel Oliveira, guardião dos conegos. O golo valeu não só o triunfo como também uma ligeira retirada da pressão que se vinha acumulando sobre os ombros dos jogadores.

Com o golo apontado ao Moreirense, João Novais chegou aos três golos na temporada (já tinha marcado a Tondela, num triunfo por 4-2, e ao Olímpico do Montijo, para a Taça, numa vitória por 7-0), em 36 jogos na globalidade das competições.
João Novais iguala, assim, o número de golos apontados na primeira época em Braga (2018/2019), embora aí tenha realizado menos (33) partidas. Na época passada não marcou qualquer golo em 38 jogos efectuados.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho