Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
ABC/UMinho recebe hoje Benfica para a Taça de Portugal de andebol
XIX Festival de Folclore do Rancho Infantil e Juvenil de S. Bartolomeu do Rego

ABC/UMinho recebe hoje Benfica para a Taça de Portugal de andebol

Estão abertas as inscrições para o Banco de Terras de Guimarães

ABC/UMinho recebe hoje Benfica para a Taça de Portugal de andebol

Desporto

2019-03-16 às 10h00

Carlos Costinha Sousa Carlos Costinha Sousa

Jogo no pavilhão Flávio Sá Leite, a partir das 15 horas, para os oitavos-de-final da Taça de Portugal. Academistas só pensam na vitória.

Um duelo que promete emoções e que o ABC/UMinho encara de forma extremamente determinada, com vontade de assegurar um triunfo retumbante e que permita esquecer um passado recente. Esquecer pode nem ser a palavra ideal porque os academistas não querem na verdade esquecer o não terem conseguido o apuramento para o Grupo A da segunda fase do campeonato, mas sim dar uma resposta cabal a essa falta de qualificação e... que melhor jogo para o fazer do que um duelo contra o todo poderodo Benfica?

O jogo de hoje, com início marcado para as 15 horas, é frente às águias e é encarado pelos academistas como o duelo ideal para apagar a imagem que ficou no último jogo do campeonato, que terminou com vitória, mas que foi insuficiente para assegurar aquele que era o objectivo mínimo do clube para a presente temporada.

E na antevisão a essa partida, o treinador Jorge Rito começou por admitir que “foram muitas emoções num espaço de tempo tão curto”, para depois apontar as metas dos academistas para este duelo da Taça de Portugal: “estamos ainda abalados por aquilo que aconteceu, por culpa própria porque devíamos ter sido mais competentes, em alguns jogos, para não dependermos de mais ninguém para alcançar os nossos objectivos. Agora temos um jogo importantíssimo contra uma equipa de muito valor, sendo uma oportunidade única para defrontarmos uma das equipas mais fortes do campeonato na presente época”.

Mas o treinador acredita que os seus jogadores vão responder de forma capaz e com vontade de garantirem o triunfo e seguir na competição que é agora o principal objectivo da equipa.

Também Hugo Rosário analisou a partida e o actual momento dos academistas, admitindo que a falha do apuramento deixou toda a gente em baixo, mas que já todos estão mentalizados de que têm que dar a resposta.
“Estamos tristes, claro, mas já ultrapassámos esse momento, que não vamos esquecer, mas queremos reagir com um triunfo. Esta é uma competição a eliminar e para nós é o jogo perfeito para responder, porque é o próximo jogo. Estamos focados apenas neste jogo e não no que já passou, porque continuamos a ter objectivos para a nossa temporada e um deles é seguir em frente na Taça”, referiu.

Deixa o teu comentário

Últimas Desporto

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.