Correio do Minho

Braga, segunda-feira

A união faz a Festa da Freguesia
Quinta de Pentieiros acolheu mais uma edição do “Acampamento Natureza e Mundo Rural”

A união faz a Festa da Freguesia

Prémios enaltecem mérito de alunos das escolas da Póvoa de Lanhoso

Braga

2019-06-11 às 06h00

Teresa M. Costa

COLECTIVIDADES mostram o seu dinamismo na Festa da Freguesia de Celeirós, Aveleda e Vimieiro. Além de dar a conhecer o seu trabalho, angariam dinheiro para as respectivas actividades ao longo do ano.

Francesinha, bifanas, moelas e sopa de nabos foram algumas das iguarias servidas pelo Agrupamento de Escuteiros n.º 207, de Aveleda, na Festa da Freguesia que, durante três dias, juntou as colectividades da União de Celeirós, Aveleda e Vimieiro.
O Agrupamento de Escuteiros de Aveleda participa na festa organizada pela Junta de Freguesia, com o envolvimento das colectividades locais, desde a primeira edição.
Além de divulgar as actividades dos escuteiros, a Festa da Freguesia ajuda a angariar verbas para a realização dessas mesmas actividades num agrupamento que envolve mais de seis dezenas de crianças e jovens, explica Gabriel Campos, um dos dirigentes.
As festas em honra de S. Lourença, que se realizam entre 8 e 9 de Agosto, em Celeirós, vão contar com o dinheiro angariado pela comissão na Festa da Freguesia.
É a primeira vez que esta comissão de festas participa no certame.

Carlos Alberto, membro da comissão, explica que todas as ajudas são importantes para dar corpo à festividade deste ano em honra do padroeiro de Celeirós.
Por isso, os elementos da Comissão de Festas puseram mãos à obra para confeccionar bolinhos de bacalhau, rissóis, orelha de porco, barriguinhas e chouriço grelhado, vendidos no recinto, mas houve também feijoada e arroz de feijão vermelho com pataniscas servidos no local ou para levar.

A Comissão de Festas de Nossa Senhora do Parto também se estreou na ediçao deste ano da Festa da Freguesia.
Daniela Ferreira, que integra a comissão de festas, deu conta do objectivo de angariar verbas para a realização da festa, no último fim-de-semana de Setembro.
Aos elementos da comissão, juntaram-se amigos e familiares, todos unidos por Nª Srª do Parto.

O pároco de Aveleda, Padre Jorge Esteves, evidenciou “a partilha e comunhão entre as comunidades” subjacente à Festa da Freguesia.
O Espaço Sénior de Celeirós, Aveleda e Vimieiro já costuma ter o seu stand na Festa da Freguesia e, à semelhança dos anos anteriores, aproveitou para divulgar e vender trabalhos realizados pelos utentes, bem co algumas rifas, com o intuito de angariar dinheiro para as actividades, ao longo do ano.

Quadros pintados à mão, bolachas caseiras, vasos feitos com material reutilizado e até as quadras dos manjericos... saiu tudo das mãos e da arte da cerca de uma dezena e meia de utentes que frequenta, a título mais assíduo, o Espaço Sénior, explicou a dinamizadora, Ângela Rodrigues.
O Lar de Celeirós, que já costuma participar na iniciativa, aproveitou a Festa da Freguesia para apelar à solidariedade dos visitantes, já que existe um projecto para ampliar as instalações passando de 17 para 39 camas, mas é um investimento avultado

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.