Correio do Minho

Braga, sábado

- +
A salvação merecida no último suspiro da odisseia no dilúvio
“Esta não é uma doença fatal para todos. Temos de ser responsáveis e positivos”

A salvação merecida no último suspiro da odisseia no dilúvio

Câmara Municipal apela à colocação do lixo dos contentores

A salvação merecida no último suspiro da odisseia no dilúvio

Desporto

2020-02-17 às 10h30

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

o Famalicão conseguiu salvar um ponto no último minuto da compensação, frente ao lanterna-vermelha da I Liga. Riccieli colocou justiça no ‘placard’. Minhotos acusaram desgaste da Taça.

O Famalicão não conseguiu segurar o 5.º lugar do campeonato, ao ceder, ontem à noite, uma igualdade na recepção ao Aves, último classificado da I Liga, e que esteve na iminência de sair de Vila Nova de Famalicão com os três pontos no bolso. Wellinton Junior adiantou os visitantes, aos 64 minutos, na conversão de uma grande penalidade, e só um cabeceamento triunfal de Riccieli, em cima dos 90+6 minutos, permitiu aos comandados de João Pedro Sousa salvarem, pelo menos, um ponto.
Na parte final do desafio, quando teve de correr atrás do prejuízo, o Famlicão debateu-se com o desgaste físico provocado pelo esforço suplementar a meio da semana, na meia-final da Taça de Portugal, com o Benfica. A presença constante da chuva também não ajudou e, à medida que o jogo se ia desenrolando, o terreno também ficou mais empapado e dificultou a tarefa dos jogadores. Principalmente os do Famalicão, que tiveram de procurar evitar a derrota, em contraste com os avenses, que se sentiam confortáveis na posição de fiéis defensores de uma vantem curta mas extremamente preciosa.
Os factos indicam que este, em termos de resultados, acaba por ser o pior momento da época, da ‘equipa sensação’ da I Liga. São já sete jogos consecutivos sem relembrar o sabor das vitórias. Em casa, são já cinco partidas sem triunfos, pelo que a ‘queda’ na tabela começa a ser uma realidade. Ainda assim, esse dado não pode ser apontado ao Famalicão, visto que o objectivo sempre foi o da manutenção e esse está mais do que assegurado.
Na próxima jornada, o conjunto minhoto viaja até Paços de Ferreira, onde vai tentar colocar um ponto final na série de jogos sem vencer.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho