Correio do Minho

Braga, quarta-feira

A qualidade interessa a todos e depende de cada um de nós
Marionetas contam história de Alberto Sampaio na EB1 de Nogueira

A qualidade interessa a todos e depende de cada um de nós

Alunos do concelho de Viana do Castelo sensibilizados para a defesa do meio ambiente

Braga

2018-11-09 às 06h00

Teresa M. Costa

No Dia Mundial da Qualidade, os Transportes Urbanos de Braga reafirmam o seu compromisso com a comunidade e com todas as partes interessadas na qualidade deste serviço público.

A empresa municipal de Transportes Urbanos de Braga (TUB) aproveitou ontem o Dia Mundial da Qualidade para servir mais um ‘Pequeno-almoço com...’ centrado nesta temática e que teve como convidado o presidente da Comissão Técnica de Normalização 148 - Transportes - Logística e Serviços, Pedro Farinha Pereira.
Em matéria de qualidade e mobilidade, dois eixos que se cruzam, Pedro Farinha realça a “dinâmica dos TUB” que evidencia que “há um caminho traçado e que está a ser percorrido”.
O presidente da CT 148 aponta “as boas práticas” dos TUB em vários aspectos, mas sobretudo “a grande vontade de mudar”.

Pedro Farinha admite que pode demorar até que a população perceba as melhorias, mas não tem dúvidas que “os TUB?estão a evoluir no bom caminho”.
Os TUB têm, há cerca de dois anos, assento na CT 148 e têm assumido uma voz activa, revela aquele especialista do Instituto Português da Qualidade.
Aos colaboradores dos TUB, que constituiram a plateia de mais um ‘Pequeno-almoço’, o presidente da CT 148 explicou o ciclo da qualidade que procura equilibrar a qualidade desejada, a qualidade pretendida, a qualidade prestada e a qualidade percebida, referindo que “a qualidade é tanto maior quanto as quatro variantes se aproximam uma das outras”.
A normalização define as exigências a cumprir, requisitos que são depois auditados, mas é preciso levar também em linha de conta os constrangimentos.

“Não basta definir uma coisa bem temos que ser capazes de a concretizar” aponta o presidente da CT 148, aludindo ao papel da gestão, mas também ao contributo individual.
Assumindo os trabalhadores como peças fundamentais, Pedro Farinha sublinhou a abordagem individual de avaliar o que cada um pode fazer pela qualidade, uma matéria que “interessa a todos e depende de cada um de nós”.
Presente no ‘Pequeno-almoço com Pedro Farinha, o presidente do Conselho de Administração dos TUB e vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Firmino Marques, lembrou que, na área dos transportes, a qualidade também se afere pelo material circulante, reafirmando as dificuldades que a empresa municipal tem tido em acompanhar os investimentos que outras empresas fazem anualmente porque contam com o Orçamento de Estado, o que não acontece com os TUB.
“Há muitos objectivos que dependem do orçamento municipal que também financia os TUB” reforçou Firmino Marques.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.