Notice: Error: Item of index 0 is not exists #0 /home/correiodominho/public_html/noticias/detalhe.php(36): collection->get(0) #1 {main} in /home/correiodominho/public_html/headcap/system/collection.php on line 168
'A Perdiz e o Sacrifício': nono capítulo do livro de José Manuel Cruz - Correio do Minho

Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
'A Perdiz e o Sacrifício': nono capítulo do livro de José Manuel Cruz
Maria da Fonte está de volta aos triunfos

'A Perdiz e o Sacrifício': nono capítulo do livro de José Manuel Cruz

Requalificação urbana melhora a vivência no Lugar do Monte

'A Perdiz e o Sacrifício': nono capítulo do livro de José Manuel Cruz

Braga

2021-07-23 às 09h04

Correio do Minho Correio do Minho

Pode Luz ser, quem procura a Sombra? Que dignidades sepulta quem de tudo abdica, menos do que determina por caminho? Se existimos para servir, será que nos serve o que quer que nos proponham, exuberantes sejam os louros? Todas as semanas aqui pequenas pinceladas literárias deste novo livro que pode ver em breve numa livraria perto de si!

9

Avassala-me a urgência de partir, fere-me esta dependência multiplicada de um que me vista, de outro que me calce, de terceiro que me abone de um canto de pão, de quarto que me abrigue, de quinto que, nas suas boas disposições, não me recuse o linimento de liturgia gloriosa. Com que cores, com que expressão, me pintaria quem me adivinhasse o íntimo?
Como se dá que tão insignificante e desvalido seja quem El-Rei quis elevar às dignidades de bispo? Emissário de Sua Majestade que, meio ano para trás, a Braga me convocava, munido de carta lacrada e selada, a essa mesma primacial cidade a que ao presente me dirijo, nesta indigna qualidade de despejado com braçada de filhos. Real preocupação com Sés vacantes, Goa, e Braga, por terror dos terrores.
Resposta rendilhada da minha parte: Sés que de há anos estavam por prover, cleros a que duvidava que pudesse impor-me, assaz contrário ao meu génio sendo o exercício da autoridade.
De Vossa Sereníssima Majestade – escrevo –, como posso eu acolher honraria desse recorte, se tão súbito ponha pé nos domínios que me são confiados, para labor pastoral e em Vossa Soberana Representação, vos deixe eu malvistos e sobremaneira melindrados aqueles que a olhos vossos me engrandecem?

Que Vossa Alteza Real não se indisponha com as minhas reservas e temores – continuo –, posto que à judiciosa benevolência da vossa graciosa pessoa apelo neste grito de alma. Enquanto súbdito incondicional, convicto estou de que me demovereis, Vós mais prontamente do que eu vos demova, em audiência que tão breve quanto o desejado possa ter lugar, uma vez pacificado o Reino sob a vossa preclara condução.

Com impaciência e luminosa esperança vos aguardo, Senhor Dom Miguel, aqui, na vossa capital, às portas da qual estou prior no nosso ordeiro colégio de S. João da Cruz de Carnide, que a Braga, nestes dias conturbados, com confrontos recorrentes e cidades cercadas, não se me afigura avisado que me desloque, correndo o risco de me ver cativo de quem vos queira incomodar, fazendo-vos parte de vergonhas a que me sujeitem.
Enfatizo-vos, Senhor Dom Miguel, que me apoquento mais com Vós do que comigo, que de boa catadura assumiria eu todos os constrangimentos que vossos são, e com esta certeza final vos sublinho as minhas disposições, esperando, entrementes, a vossa aclamação triunfal, para que, libertos Vós das inquietações de causas prementes e de subida envergadura, de espírito esperançosamente desanuviado, me retraceis então o que de mim esperais, no geral, e do que em vista tendes, muito em particular, no que à confiada missão respeita.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho