Correio do Minho

Braga, sábado

- +
A Ciência... esse mundo de descoberta
Apresentado Modelo de Co-gestão do PNPG

A Ciência... esse mundo de descoberta

Póvoa de Lanhoso presta tributo ao ‘O Victor’ pelos seus 50 anos

A Ciência... esse mundo de descoberta

Braga

2021-07-22 às 06h00

Redacção Redacção

Verão no Campus prossegue ma Universidade do Minho. Ao segundo dia, os jovens já começaram a experimentar as diversas formas do conhecimento que este programa propõe. Desta vez estivemos da Escola de Ciências e no I3B’s.

Ao segundo dia de Verão no Campus (VnC) na Universidade do Minho os jovens já começaram a experimentar as diversas formas do conhecimento que este programa propõe. Em diversas áreas do saber é possível verificar, por exemplo, que pode- mos viajar no passado, com a descoberta da Arqueologia, entender as mais difíceis soluções contemporâneas do direito ou da economia e gestão, ou mesmo observar como na UMinho se trabalham técnicas e abordagens novas no âmbito da psicologia, dos biomateriais, da física ou da química.
A Escola de Ciências da Universidade do Minho (ECUM) proporciona um contacto directo e real com as ciências fundamentais, produtoras de conhecimento que muito influenciam os nossos dias. Esse é grande o desafio para estes jovens investigadores. Para isso, há a já tradicional actividade de QSI (Química sob Investigação), onde os jovens percepcionam o papel fundamental da química nos desafios que se colocam actualmente à nossa sociedade. É disso exemplo, a descoberta e desenvolvimento de novos materiais, a compreensão e a resolução de questões ambientais, o desenvolvimento de novos fármacos e a implementação de processos químicos mais eficientes e menos prejudiciais para o ambiente, entre outros.
Este ano a ECUM apostou também numa actividade designada por Manipulação de Genomas em Plantas, que propõe uma reflexão que tem como pano de fundo o aumento da população no mundo e as alterações climáticas, propondo uma maior produção de alimentos de forma sustentável. A criação de culturas agrícolas mais produtivas e melhor adaptadas ao clima atual é explicada com aplicação de conhecimentos de investigação fundamental, numa actividade em que os alunos manipulam técnicas de biologia molecular e de cultura in vitro de plantas.
Ainda no campo da ciência e investigação de ponta, um pequeno grupo de estudantes do secundário tem a oportunidade de, durante esta semana, contactar com os laboratórios avançados do I3B’s – Instituto de Investigação em Biomateriais, Biodegradáveis e Biomiméticos, sedeados no Ave Park, em Caldas das Taipas.
Além da visita aos laboratórios do I3Bs, realizam algumas experiências científicas na área da biofabricação, nanotecnologia, engenharia de tecidos e medicina regenerativa, acompanhados por alguns dos melhores cientistas do mundo, nestas áreas. O contacto com diferentes biomateriais, essencialmente materiais de origem natural, desenvolvidos para distintas aplicações biomédicas, tais como engenharia de tecidos ou libertação de fármacos, são algumas das interessantes abordagens que este instituto proporciona aos participantes desta edição do Verão no Campus.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho