Correio do Minho

Braga, sábado

- +

Voltar a Acreditar: Francisco Rodrigues dos Santos

Tão só curiosidades

Voltar a Acreditar: Francisco Rodrigues dos Santos

Ideias Políticas

2020-01-07 às 06h00

Francisco Mota Francisco Mota

Os projectos de liderança configuram em si a liberdade de escolha de cada indivíduo em querer servir o colectivo. Mas essa mesma liberdade, permite a quem escolhe, eleger a sua opção em circunstâncias iguais, como diria Evelyn Beatrice Hall, “posso não concordar com o que tu pensas, mas defenderei até a morte o direito de tu as dizeres”. No CDS e na discussão do seu futuro, o princípio deverá ser exatamente o mesmo, até porque, enquanto conservador acredito que a vida política devia ter um objectivo primordial, o de nos mantermos fiéis ao que acreditamos, de modo a podermos transmiti-las aos nossos filhos.

O CDS vive em urgência de se reencontrar com os seus princípios e valores, de não ter receio de se assumir, sem precisar de pedir autorização à esquerda para dizer o que pensa. Um partido com a responsabilidade social, política e cultural, como o nosso, precisa de uma visão estruturada de baixo para cima e não de cima para baixo, de recuperar a credibilidade junto dos portugueses e proporcionar uma verdadeira renovação geracional, fazendo do partido velho, um velho novo partido. Não basta apenas alternar as peças do tabuleiro do poder, é necessária uma nova aragem, que seja sinónimo de liberdade, carisma e competência associada a uma frente mobilizadora e liderante. Um rosto, munido de uma equipa coesa, competente, multidisciplinar e intergeracional, alicerçada num projecto político identitário e agregador. Uma voz capaz de refundar um CDS que faça os Portugueses voltar a acreditar, no CDS-PP dos valores constantes e das mensagens claras.

Dessa forma, nada melhor que contribuir com os nossos desejos para o novo ano:
- Queremos reformar o sistema político português, devolver poder aos eleitores e responsabilizar a classe política perante estes.
- Queremos que os pais possam escolher a escola dos teus filhos.
- Desejamos um ano no qual não trabalhes 170 dias para alimentar um Estado capturado pelo aparelho socialista.
- Desejamos um Estado que cobre menos impostos.
- Queremos que o Acordo Ortográfico seja finalmente revogado.
- Queremos substituir a propaganda e o centralismo pelo efectivo funcionamento dos transportes públicos em todo o território.
- Desejamos que se combata seriamente o crime e a corrupção em Portugal.
- Desejamos um Portugal comprometido com as forças de segurança.
- Queremos um ano de 2020 em segurança, sem professores com medo de exercer a sua profissão e sem profissionais de saúde agredidos nos hospitais.
- Queremos uma política de protecção ambiental livre dos fanatismos animalistas.
- Desejamos o fim do caos na saúde; queremos maior autonomia para as unidades de saúde e o fim da histeria ideológica no SNS.
- Em 2020 não podemos deixar para trás a defesa dos costumes e das tradições nacionais. Queremos libertá-las dos preconceitos da esquerda gourmet.

O ano de 2020 tem de ser o ano em que o CDS-PP se transforma num partido da era digital.
Neste novo ano espero que os Portugueses voltem acreditar no CDS como a grande casa da direita em Portugal.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

18 Fevereiro 2020

Almoços grátis

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.