Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

Viver (n)o Inverno

Dar horas ao patrão

Viver (n)o Inverno

Escreve quem sabe

2019-11-19 às 06h00

Analisa Candeias Analisa Candeias

Sabemos que os meses de Verão e as altas temperaturas trazem alguns riscos para a saúde, sendo necessária uma atenção especial nessa época do ano ao nível da hidratação e da alimentação. No entanto, há uma certa tendência para relaxarmos nos meses de Inverno, descuidando determinados aspetos que podem influenciar o nosso estado de saúde e o nosso equilíbrio. Este período do ano obriga-nos a um maior recolhimento, a um estar-em-casa mais prolongado e até uma maior disposição para a inatividade, porém, este período também carece da nossa atenção, tanto como aquele em que nos apetece andar mais ao ar livre.
Também no Inverno há risco de desidratação e consequências advindas de uma alimentação limitada, tal como existem efeitos originados pelo possível compromisso do nosso sistema imunitário e que podem conduzir às gripes ou às infeções respiratórias. O nosso dever, como cidadãos, passa por cuidarmos da nossa saúde e também ela nesta época necessita de um cuidado redobrado. Este cuidado pode não ser centrado apenas em nós, mas igualmente naqueles que nos rodeiam, em especial crianças e idosos ou todos aqueles pertencentes a grupos vulneráveis.
Para ajudar a esse cuidado redobrado, opto por apresentar cinco sugestões que facilmente podem ser incorporadas nos nossos hábitos diários e que visam a proteção da nossa saúde face às contingências meteorológicas do Inverno. Por vezes, bastam pequenos passos para que o nosso bem-estar saia fortalecido, evitando doenças ou outro tipo de problemas.
1. Utilizar várias camadas de roupa
Esta sugestão visa manter a temperatura corporal, evitando as roupas demasiado justas que podem dificultar a circulação do sangue. Porque não utilizar uma camisola interior e collants? Além de nos sentirmos mais aconchegados, vamos permitir que o corpo se mantenha quente durante o dia, resguardando-o do frio. E os senhores não se preocupem: existem calças próprias para os homens, habitualmente sem pé, que não passam pelo nome de collants... Devemos também, nesta altura, utilizar alguns acessórios que permitem uma maior proteção, como por exemplo os gorros ou chapéus, as luvas e os cachecóis.
2. Proteger a pele
Sim, colocar cremes na cara, mãos, pés e lábios, de preferência hidratantes e adequados às baixas temperatura – assim como à tipologia de pele. Os óculos de sol poderão ser igualmente utilizados, sobretudo para proteger os olhos e as pálpebras do vento frio. A pele ressente-se das diferenças de temperatura, por isso devemos evitar a alternância contínua entre os ambientes demasiado aquecidos e os ambientes frios, tal como devemos evitar dormir muito perto das fontes de aquecimento.
3. Beber água
A hidratação deve ser mantida nesta época do ano porque, habitualmente, temos menos sede no Inverno e uma menor tendência para a ingestão de água. Podemos beber líquidos sob a forma de sopas, chás ou sumos naturais. Porque não levar para o trabalho uma garrafa-termo com chá quente e ir bebendo durante o dia? A água é essencial para a boa atividade do nosso corpo e ajuda a manter as funções corporais equilibradas. Aconselho ainda a que, quando for ingerida apenas água, esta seja aquecida e bebida morna ou quente.
4. Fazer uma alimentação equilibrada
Esta é uma sugestão que serve não apenas para o Inverno, mas sim para todo o ano. Porém, nesta altura, sugiro uma maior ingestão de frutas da época, como as romãs ou diospiros, e de vegetais, como os brócolos ou espinafres. Fazermos uma boa alimentação, rica em vitaminas e minerais adequados, ajuda ao fortalecimento do nosso sistema imunitário e, consequentemente, ao menor risco de contrairmos uma doença.
5. Trocar a roupa molhada
Não, não me enganei. As chuvadas no Inverno são implacáveis e, por vezes, basta-nos uma breve deslocação para ficarmos encharcados. Sugiro que se troque imediatamente a roupa caso esta se encontre molhada e que não fique a secar no corpo, particularmente se nos encontrarmos em espaços demasiadamente aquecidos e onde podemos transpirar. Porque não ter uma muda de roupa no nosso local de trabalho? É uma opção viável e relativamente prática, visto que nos proporciona um maior conforto num curto espaço de tempo.
Cuidar da nossa saúde, para além de ser um dever, passa pela adoção de uma série de estratégias que possibilitam ao nosso corpo, e à nossa mente, a manutenção do seu potencial e a prevenção de algumas adversidades. São pequenas ações que podem fazer toda a diferença nestes meses de Inverno, possíveis de serem praticadas na forma quotidiana e passíveis de serem aplicadas tantos a nós como aqueles que se encontram sob o nosso cuidado.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.