Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Vida por vida

Um futuro europeu sustentável

Ideias Políticas

2017-11-21 às 06h00

Francisco Mota

Os últimos meses espelharam na sociedade portuguesa a preocupação sobre as condições de combate a incêndios, a legislação em vigor para prevenção destas matérias, o ordenamento do território e o êxodo rural. Realizaram-se inúmeros fóruns, debates e discussões públicas de forma a tentar perceber o que se passou, porque aconteceu e que futuro se pode e deve construir.
Muitas foram as opiniões técnicas e políticas criadas ao longo deste período, indicando caminhos e soluções distintas. Conscientes da catástrofe que assolou o território nacional, famílias, empresas e comunidades teremos que agir, planear e corresponder de modo a garantir aos portugueses que estaremos seguros para abraçar o futuro.

Olharmos em frente, qualquer que seja a opção, terá que contar obrigatoriamente com a valorização do Bombeiro Voluntário. Os homens e mulheres que se entregam diariamente ao serviço do próximo merecem ser lembrados, reconhecidos e apoiados sempre e não apenas nos momentos de aflição ou dificuldades comunitárias.
Acredito no voluntariado e no modelo de gestão das Associações Humanitárias de Bombeiros, que devem reter do poder central do estado e das autarquias locais uma maior atenção e prioridade das políticas públicas. Não basta apenas anunciar é necessário concretizar um apoio efectivo nos meios e nos recursos das instituições de forma a garantir que o trabalho desenvolvido por estas corresponde às necessidades e anseios da população.

A plataforma de voluntariado é a mais nobre materialização do serviço de socorro e combate em todo território. O sentido de missão impera num profissionalismo em que cada Bombeiro se dedica a ajudar sem esperar nada em troca. É saber quando se sai sem saber se regressa, mas ainda assim com uma determinação impar e singular em cumprir o dever maior: salvar vidas.
Eles são o rosto e os heróis de um País de memória curta, mas nós temos o encargo moral de não permitir que entrem no esquecimento colectivo. Estamos obrigados a um compromisso com o voluntariado, porque esse será sempre o primeiro passo para a cidadania plena.

Dessa forma, a Juventude Popular quis com o Torneio de Futsal Solidário a favor dos Bombeiros Voluntários de Braga, juntar a promoção da prática desportiva com o despertar do espírito solidário de forma a conseguirmos angariar fundos para os Heróis da nossa Terra.
Estamos conscientes que não teremos a solução para todos os problemas, mas juntos podemos dar um contributo importante de forma a tornar a cidade onde vivemos um sítio cada vez melhor.
São homens e mulheres que merecem o nosso reconhecimento e admiração pelo altruísmo que aplicam na sua missão: Vida por Vida.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

13 Novembro 2018

A democracia e a hipocrisia

13 Novembro 2018

Dar banho às virgens

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.