Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Viana do Castelo aposta na atração tecnológica

Macron - Micron

Ideias

2018-11-09 às 06h00

José Maria Costa

Viana do Castelo aprovou para 2019 o maior orçamento de sempre, centrado nos grandes desafios do século XXI. Serão 107 milhões direcionados, essencialmente, para as agendas da inovação, da transição energética, da qualificação e da coesão territorial, que permitirão projetar o concelho de Viana do Castelo do ponto de vista regional, nacional e internacional .
Na agenda da inovação, 2019 vai, efetivamente, marcar o início do salto qualitativo de Viana do Castelo, nas áreas da industrialização e da internacionalização, graças ao acesso rodoviário ao porto de mar, que vai permitir que uma das principais infraestruturas de competitividade da região possa ser qualificada para melhor servir os interesses da atividade económica regional.

Na área da reabilitação urbana, vamos atingir a velocidade cruzeiro, com uma forte aposta no centro histórico, que vai ser alvo de uma grande intervenção; mas também nas periferias, que vão beneficiar de um conjunto de intervenções, que vai permitir uma unidade coesa da área urbana na sua totalidade.
Projetamos para 2019 a consolidação das grandes infraestruturas do concelho, nomeadamente as redes de água, saneamento básico e rodoviária. Com o apoio de fundos comunitários e incentivos resultantes da agregação na nova entidade gestora Águas do Alto Minho, estas redes terão um grande impulso, aumentando significativamente os índices de cobertura de água e saneamento no concelho, num investimento que ultrapassará os 15 milhões de euros.

O próximo ano ficará também marcado por um forte impulso na na transição energética, que passará por melhorar a eficiência energética dos edifícios públicos, substituir a rede de iluminação pública e renovar a frota municipal. O nosso objetivo é, até ao final do mandato, ter todas as viaturas do município elétricas. Temos projetado uma grande amplitude de eficiência energética em equipamentos: piscinas, pavilhões, escolas, e edifícios municipais.
Mas a verdadeira área de intervenção para 2019 é a da inovação e da qualificação. E aqui destaco o projeto “Vital Regions”, que estamos a preparar para lançar no próximo ano, direcionado para a atração de talentos, a fixação de empresas tecnológicas e o avanço para a indústria 4.0. Viana do Castelo quer ser uma referência para a captação de investimento, já não na área industrial, mas na área tecnológica e científica.

No âmbito do Vital Regions, vamos em parceria com as diversas universidades, o IPVC, os centros de investigação e os empresários, desenvolver um conjunto de projetos e ações que visam melhor as condições de atratividade ao território de empresas tecnológicas e centros de desenvolvimento. Além de consolidar alguns investimentos já em curso e criar condições para a instalação de empresas, iremos criar uma rede de suporte e de apoio para aqueles que queiram vir instalarem-se em Viana. O nosso objetivo central é que quem escolha Viana do Castelo para se instalar profissionalmente, possa ter apoios na área da habitação, da educação, na área social e dos serviços.

Esta é, de facto, a verdadeira transição que vamos fazer: passar do modelo tradicional de captação de investimento para um modelo mais avançado ligado às necessidades dos tempos modernos. Sabemos que, hoje, os profissionais qualificados ligados ao desenvolvimento e tecno- logias procuram cidades médias, como Viana do Castelo, com alta qualidade de vida; com bons serviços públicos e mobilidade e com uma proximidade a centros de decisão, através de aeroportos com importantes ligações internacionais. Viana do Castelo posiciona-se neste segmento de atratividade, pois a cidade tem muito mais para oferecer para quem aqui quiser instalar-se com a sua família. Viana tem mar, Viana tem campo, Viana tem rio, Viana tem um centro histórico recuperado e tem, simultaneamente, um conjunto de infra-estruturas modernas adequadas às novas realidades. Viana tem um porto de mar, tem acessos diretos aos aeroportos e tem uma proximidade privilegiada ao país vizinho.

Queremos potenciar Viana do Castelo como um centro de inovação, um centro de conhecimento, mas também um centro de atração de empresas tecnológicas.
Também aqui refiro o grande incentivo à economia do mar, que está previsto nas Grandes Opções do Plano de Atividades para 2019. Com a consolidação dos acessos rodoviários e o rebaixamento do acesso marítimo ao porto de mar, as atividades económicas ligadas à náutica, à pesca, à produção de energias renováveis, e à construção e reparação naval vão beneficiar de um grande impulso. E para acompanhar esse impulso, vamos instalar, já no próximo ano, um PortTech, Centro Tecnológico de Portos, criando mais e melhores condições para a instalação em Viana de empresas ligadas à economia de mar.

Por último, mas não menos importante, continuaremos a fortalecer a nossa política de coesão territorial e social, com uma proximidade e apoio cada vez maiores aos projetos e iniciativas das freguesias, mas também das IPSS. O concelho de Viana do Castelo tem de crescer harmoniosamente, com a cidade e as suas freguesias, com as suas instituições, com as suas associações e com as suas instituições de solidariedade social.

A nossa preocupação na realização do orçamento para 2019 é que este seja acompanhado por um conjunto de investimentos que possa atrair novos capitais, novas empresas e novas atividades. E aqui, não podemos deixar de aproveitar, de forma inteligente, aquilo que são as oportunidades que os fundos comunitários nos colocam à disposição. Viana do Castelo apresentou, no devido tempo, bons projetos que foram objeto de aprovação e financiamento, e que agora iremos realizar. Graças ao bom trabalho que fizemos no planeamento e preparação desses projetos, teremos agora a oportunidade de “dar o salto” com a sua concretização.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.