Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

Vamos votar: Braga!

Os direitos dos utentes do serviço de transporte de passageiros

Vamos votar: Braga!

Escreve quem sabe

2019-01-28 às 06h00

Carlos Pires Carlos Pires

Braga é candidata a “European Best Destination 2019”, integrando uma lista final de 20 cidades finalistas - como Londres, Atenas, Berlim, Florença, Bruxelas, Budapeste, Viena, Genebra, Bratislava ou Riga -, na qual a nossa cidade é a única representante portuguesa, depois de em edições anteriores a vitória ter cabido a Lisboa (foi o primeiro Destino Europeu do Ano, na edição de estreia da disputa, em 2010) ou ao Porto (três vezes nomeado, três vezes vencedor - em 2012, 2014 e 2017).
Este é considerado o maior evento de e-turismo da Europa. Criada em 2009, a organização sediada em Bruxelas, European Best Destinations, promove o turismo e a cultura na Europa e distingue, desde 2010, as cidades mais atraentes e modernas para visitar na União Europeia. Dúvidas não restam, pois, que os destinos, graças a este prémio, obtêm um crescimento significativo no turismo, atenta a enorme cobertura mediática no momento dos resultados, mas também no futuro, atento o impacto positivo deste prémio, materializado em mais anúncios e publicidade por operadores turísticos e, consequentemente, a atração de novos investimentos, nomeadamente em hotéis e em serviços turísticos.
O período de votações para escolha do melhor destino turístico em 2019 está a decorrer até ao próximo dia 5 de fevereiro. Daí eu ter aproveitado este espaço de opinião para convidar os meus caros leitores a acederem, na internet, ao link da organização (http://vote.ebdest.in), podendo aí facilmente encontrar a imagem da nossa cidade de Braga (fotografia aérea do Bom Jesus) e proceder ao seu voto.
Para que Braga se afirme ainda mais no contexto turístico internacional, o apoio de todos nós é pois fundamental. Braga, repito, é o único destino nacional nomeado para receber esta distinção em 2019, o que já lhe permitirá beneficiar de um aumento do número de visitantes e da visibilidade internacional. Imaginem pois se Braga vence o evento, a notoriedade que esta nossa cidade vai acolher em todo o mundo, o investimento que irá receber (que não ocorrerá apenas na área turística, mas também na industria ou em serviços associados a grandes multinacionais). Mais emprego. Uma economia local mais revigorada. O património histórico e urbano mais cuidado. A nossa cidade ainda mais viva e linda.
Todos temos pois em ganhar. E os ganhos não são apenas para a cidade de Braga e para os bracarenses, porquanto, num país pequeno, territorialmente, como o nosso, os visitantes aproveitarão para (re)visitar outras cidades, desde Lisboa, ao Porto, mas também Viana do Castelo, Esposende, Ponte de lima, Guimarães, entre muitas outras. Não é pois só Braga que está em jogo; é, em boa verdade, Portugal. Daí que todos os portugueses devem votar no certame e devem votar, obviamente, em Braga, Portugal.
A competição pelo Destino Europeu do Ano 2019 já está pois ao rubro e a organização já adiantou que Braga figura mesmo no Top5 das cidades que estão a ser mais votadas, de entre aquelas vinte finalistas. Ou seja, estamos a um passo de fazermos história e de catapultarmos Braga para o circuito internacional de pessoas, turístico mas também business e profissional.
Não vou perder tempo aqui a dissecar as várias atrações que Braga oferece a quem a visita: temos tradição histórica, património relevante, desde a Sé, por exemplo, ao Bom Jesus.
(A título de parêntesis, não poderia deixar de convidar a edilidade a, de uma vez por todas, deixar que quiosques, tendas, insufláveis, e outras estruturas, sejam colocadas na praça da Arcada, responsáveis por um enorme ruído visual, em pleno centro da cidade, que o desfeia e esconde, mais parecendo uma feira desorganizada. Acreditem: quem é de fora e visita a nossa cidade não gosta!)
Mas Braga é também uma cidade moderna, um centro de inovação e tecnologia (tem uma pujante Universidade e é sede do Instituto de Nanotecnologia).
Ganhará a cidade que melhor conseguir movimentar as paixões virtuais, levando milhares a votar “online”. Toda a mobilização revela-se pois indispensável. Quem não possuir computador ou smartphone, com acesso a internet, peça a um vizinho, a um familiar ou amigo, mas não deixe de divulgar e de apelar ao voto. Repito, bastará aceder a: http://vote.ebdest.in, revelando-se o procedimento de extrema facilidade.
Será que chegou “a hora” de Braga? Tenho fé que sim, mas tudo dependerá de todos nós.
Vote Braga; vote Portugal!

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

28 Fevereiro 2020

A censura do silêncio

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.