Correio do Minho

Braga,

Uma oferta excecional - o Ensino Articulado de Música na E.S. Alberto Sampaio

Escrever e falar bem Português: Um item complicado

Voz às Escolas

2015-06-22 às 06h00

João Andrade

O ensino curricular está prenhe de condicionantes e uniformidades, em que a margem de autonomia de cada instituição, no âmbito do seu projeto educativo, é relativamente mitigada. No entanto, esporadicamente, raios de sol surgem, e variantes desse currículo respondem à real diversidade da necessidade das famílias e da sociedade. Uma dessas situações é o ensino articulado de música, em que se torna possível oferecer a um número muito limitado de famílias que o pretendam uma modalidade de ensino, suportada pelo Estado, em que o rácio professor/aluno é dos mais altos nas disciplinas da componente musical.

O Curso Básico, em Regime Articulado, tem início no 5.º ano de escolaridade e será composto por cinco anos (do 5.º ao 9.º ano), conferindo um diploma específico no final. É um regime de ensino que, podendo ser comparticipado pelo Estado, permite a frequência, em simultâneo, das disciplinas de formação geral (habituais do ensino regular) e das disciplinas de formação vocacional, ministradas na escola de ensino especializado de música. Nesta modalidade não há duplicação de disciplinas. O aluno frequenta um plano de estudos especificamente adaptado, no qual as disciplinas de formação especializada de música substituem as disciplinas de Educação Tecnológica, Educação Musical e Educação para a Cidadania do ensino regular, para que a carga horária semanal não seja excessivamente extensa.

No nosso Agrupamento, este ensino articulado surge em sequência da relevância que o nosso projeto educativo concede às artes como instrumento para a formação integral das nossas crianças e jovens, fundamental para a aquisição de um conjunto de competências paralelas, tais como o espírito crítico, a autodisciplina, o rigor na gestão do tempo ou a importância do trabalho em equipa. Na concretização deste desiderato, foi fundamental a profícua parceria, já existente, entre nós e a Companhia da Música - Fundação Bomfim.

Esta instituição, criada em 1993, tem vindo a constituir-se como instituição de referência na promoção de um serviço cultural na área artística, com forte enraizamento na comunidade, e em permanente diálogo com parceiros institucionais, tais como a Câmara Municipal de Braga (que apoiou, desde logo, esta nossa iniciativa), a Universidade do Minho e Instituto Português de Museus. É tutelada pela Fundação Stela e Oswaldo Bomfim - Instituição Particular de Solidariedade Social, com estatuto de Utilidade Pública e de Organização Não Governamental para o Desenvolvimento. Num desígnio muito semelhante ao nosso, propõe-se partilhar e desenvolver, através do prazer pela música, a autoestima, a sociabilidade e a educação estética e humanista dos seus alunos. Assim, propõe-se identificar, estimular e desenvolver as capacidades musicais das crianças, através de um ensino musical de grande exigência técnica e artística, adequado do ponto de vista pedagógico, recorrendo a um conjunto de músicos e pedagogos experientes, com formação superior.

Para o alargamento desta parceria a uma turma do 5.º ano (que, ao longo do tempo, se estenderá a cinco turmas em simultâneo, do 5.º ao 9.º ano), foi selecionada a Escola Secundária de Alberto Sampaio, quer pela proximidade geográfica com a Companhia da Música, quer pela centralidade, quer pelas instalações específicas de que já dispõe, desde a requalificação, para tal modalidade de ensino. Assim, os alunos que acedam a esta modalidade terão acesso a dois espaços de excelência, a ESAS e as instalações, construídas de raiz para o efeito e projetadas pelo reputado arquiteto Eduardo Souto Moura, situadas no Mercado Cultural do Carandá e onde se encontra em funcionamento, desde o ano letivo de 2010/2011, a Companhia da Música, através da assinatura de um protocolo de cedência com a Câmara Municipal de Braga.

Uma particularidade desta implementação, procurando responder aos interesses das famílias, é o ministrar de aulas, em dias alternados, nas instalações da ESAS e da Companhia da Música. Assim, em cada dia, os pais apenas terão que levar e ir buscar os seus filhos a uma das escolas. Serão os professores a dirigir-se, então, ao diferente local onde se encontram os alunos. Isto maximizará os tempos livres dos mesmos, para poderem estudar não só o instrumento que selecionem, como as restantes disciplinas curriculares. Isto permitir-lhes-á ainda aceder, caso as suas famílias o pretendam, à rica oferta extracurricular do nosso agrupamento, composta de oficinas de teatro, do ambiente, da astronomia ou robótica, por exemplo, em implementações obviamente adequadas à faixa etária destes alunos, ou conviver com os inúmeros outros alunos, da mesma faixa etária, que frequentam a Companhia da Música.

Outra particularidade, já habitual em instituições que possuem, no mesmo espaço, alunos de diferentes faixas etárias, é a dessincronização dos intervalos letivos, para que os mais novos possam usufruir plenamente, e sob atenta vigilância, dos espaços letivos da escola, sem a presença dos alunos de outros anos.
Para aceder a este curso os alunos necessitam de se inscreverem numa audição, na Companhia da Música, a realizar no próximo fim de semana, para avaliação das suas potenciais aptidões musicais. Os alunos, em caso algum, serão penalizados por nunca terem tocado um instrumento.

A prova de seleção é realizada nos termos do n.º 2, do art.º 8.º, da Portaria nº 225/2012, sendo ainda concebida a partir de um modelo e de regras de aplicação aprovadas pela ANQEP, I.P.
Pretendemos que esta iniciativa seja uma clara mais-valia para o crescer da dimensão cultural do nosso agrupamento e cidade. Outra iniciativa, de cariz cultural semelhante, mas para alunos mais velhos, do Ensino Secundário, e ainda aguardando homologação, é a abertura do Curso do Ensino Artístico Especializado de Comunicação Audiovisual - variante de Cinema e Vídeo.
Os nossos votos a todos de um bom Verão! Até setembro!

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

15 Outubro 2018

Greve

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.