Correio do Minho

Braga,

- +

Uma Escola Inclusiva, Uma escola de Valores

Por uma responsabilidade individual de protecção mais inclusiva

Voz às Escolas

2010-05-26 às 06h00

Zita Esteves Zita Esteves

A escola tem sido e continua a ser, actualmente, considerada como o espelho da sociedade. Mas, se por um lado é o reflexo dos seus problemas, por outro lado é, também, uma das instituições capaz de remodelar e reorientar a sociedade desde que lhe sejam dados os instrumentos, os recursos, a autonomia, a autoridade e a responsabilidade para corresponder em pleno à grandeza e complexidade dessa tarefa.

Esta função e capacidade passa pela assunção de que as crianças podem e devem aprender juntas, embora tenham ritmos e processos diferentes de aprendizagem. A escola tem pois o dever, através do serviço público que presta, de garantir a todos o acesso à escola e de lhes proporcionar as condições necessárias e adequa-das ao seu desenvolvimento integral e harmonioso.

O reconhecimento à diferença é uma das prioridades do nosso Projecto de Intervenção Partilhada e uma Escola de Valores corresponde ao anseio do nosso Projecto Educativo. A Escola Inclusiva é entendida por nós, como um espaço de reflexão e de diálogo entre os diferentes actores educativos, em que a reflexão e o diálogo entre todos favorece a emergência de uma cultura escolar e o verdadeiro acto educativo, um acto social de elevada responsabilidade, não só da escola e dos pais, mas também de toda a Comunidade Educativa.

A verdadeira Escola Inclusiva é também, na nossa perspectiva, uma escola de valores porque não fica alheia à oportunidade de que todas as crianças devem atingir o seu potencial máximo, não deixa de privilegiar as relações sociais entre todos os intervenientes através da colaboração e cooperação, não fica indiferente à mudança de papéis e de responsabilidades que deve ocorrer dentro da escola, bem como ao estabelecimento de infra-estruturas de suporte e de serviços necessários e indispensáveis.

Passa ainda por estabelecer distintas formas de actuação com as crianças com necessidades educativas especiais, definir estratégias baseadas na investigação, fomentar ambientes educacionais flexíveis, celebrar diversificados modelos de avaliação, promover a formação contínua e o suporte técnico aos professores e ao pessoal operacional. Temos no nosso agrupamento duas Unidades de Apoio Especializado à Multideficiência (UAEM), uma de 1.º Ciclo e uma de 2.º Ciclo que constituem, de per si, uma mais-valia no quotidiano deste agrupamento.

A integração destes alunos promove uma vivência de solidarização, cooperação, inter-ajuda e compreensão genuínas por parte das crianças, dos jovens e dos adultos. Neste processo os pais participam activamente no seu acompanhamento e no desenvolvimento das actividades. Acreditamos que só através de uma co-responsabilização entre pais e escola, se podem concretizar as aprendizagens da autonomia, da solidariedade e o desenvolvimento de competências que preparem os indivíduos para a sociedade actual.

A construção democrática do conhecimento, o respeito mútuo, a negociação, a partilha da informação, a confiança recíproca e a tomada de decisão, são as premissas essenciais que deverão estar subjacentes a um trabalho de cooperação e de efectiva colaboração entre a escola, a família e a comunidade. Precisamos pensar e repensar a escola nas múltiplas dimensões para dar resposta, não apenas à diferença das capacidades motoras, cognitivas e/ou mentais, mas também à diferença de motivações, de ritmos, de interesses, de prioridades e necessidades.

Cada vez mais a escola pública oferece alternativas na modalidade de cursos de educação formação para assim poder corresponder a diferentes expectativas de formação dos jovens, bem como dos adultos que, muitos deles, são pais dos jovens que frequentam o ensino regular. Esta possibilidade constitui para eles uma segunda, por vezes a primeira, oportunidade de frequentar e concluir um ciclo de escolaridade.

A nossa prestação de serviços inclui esta variedade de oferta formativa, cuja diversidade de oportunidades é a condição de uma Escola Inclusiva que garan-te uma escola de qualidade para todos.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

16 Setembro 2020

Todos implicados

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho