Correio do Minho

Braga, sábado

- +

Uma amiga diferente

Curiosidades sobre o Equinócio do Outono

Conta o Leitor

2019-08-15 às 06h00

Escritor Escritor

Daniel Martins

Esta é uma história, como tantas outras, sobre a amizade. Quando se fala em amizade, pensa-se logo nos coleguinhas da escola ou do futebol. Só que a história que vos vou contar não é sobre esses amigos, embora eu também goste muito deles.
Esta história é sobre um amigo que nem sequer é humano… é sobre a árvore que se encontra bem no meio do quintal da minha casa.
Uma árvore também pode ser um amigo, ou melhor, uma amiga. Sabiam? Deixem que vos apresente a minha amiga: o seu nome é Ameixeira e como ela é mais velha do que eu trato-a por Dona Ameixeira.
Os meus pais estão sempre a dizer que devemos mostrar muito respeito pelos mais velhos. É uma árvore muito alta, mesmo muito alta e são precisas pelo menos duas crianças do meu tamanho para abraçar o seu tronco forte.
Quando chega o verão os seus ramos ficam carregados de ameixas deliciosas, das melhores que já comi.
Mas não é só por isso que a Dona Ameixeira é minha amiga.

Ela também me dá sombra nos dias mais quentes e faz-me companhia quando me sento perto dela a ler um livro ou a jogar no tablet. Ela até brinca comigo! É verdade! Brinca mesmo!
Quando jogo à bola no quintal ela é o colega de equipa com quem faço fantásticas tabelinhas ou que finto driblando a bola como o Cristiano Ronaldo.
Por tudo isto a Dona Ameixeira é uma amiga muito especial e única, só existe no meu quintal. Tenho receio de que um dia desapareça…

No outro dia o meu pai explicou-me que as árvores são como as pessoas: nascem, crescem, dão fruto e depois ficam velhinhas.
Fiquei preocupado porque a Dona Ameixeira já tem muitas rugas e por isso deve ser uma árvore velhinha.
Adorava que a minha amiga falasse, mas bem sei que as árvores não falam.
Há alturas em que eu falo com ela, em que lhe conto os meus problemas e ela no seu silêncio de árvore até parece que me responde e dá conselhos.
Fico sempre muito melhor depois de falar com ela.
Gosto muito da minha amiga e sei que ela também gosta muito de mim. Rego-a sempre com enorme carinho e ela recompensa-me sendo minha amiga, uma amiga diferente, uma amiga árvore.

Deixa o teu comentário

Últimas Conta o Leitor

29 Agosto 2019

Dor

28 Agosto 2019

As batatas fritas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.