Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Um bom dia para Portugal

Escrever e falar bem Português

Ideias

2017-05-23 às 06h00

Paulo Monteiro

Nos últimos tempos são só notícias boas... Por isso resolvi ‘furtar’ a frase “hoje é bom dia para Portugal” ao ministro das Finanças, Mário Centeno, para falar da decisão da Comissão Europeia de recomendar o encerramento do Procedimento por Défice Excessivo aplicado a Portugal.
O PDE foi aplicado em 2009, numa altura de crise profunda e no Governo de José Sócrates. Pouco depois entrou a Troika no nosso país (2011 a 2014 estivemos sob programa de assistência).

Marcaram-se novas eleições e, em 2011, foi nomeado primeiro-ministro Pedro Passos Coelho. Foram quase 10 anos de sacrifícios, de apertar o cinto, etc, etc, etc... Sacrifícios impostos pelo Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e Comissão Europeia. Este ‘trio’ que, anos mais tarde, veio a mudar um pouco o discurso, uma vez que tanta rigidez dificultou (em muito) a recuperação do nosso país.

Mas... adiante:
Gostei do “é um bom dia para Portugal” de Mário Centeno, porque os sacrifícios feitos pelo governo passado também tiveram a sua quota parte de responsabilidade neste êxito.
Gostei das palavras do presidente Marcelo Rebelo de Sousa, que felicitou os portugueses pelos “seus sacrifícios de muitos anos” (leram bem: muitos anos...)
E gostei do comissário europeu dos Assuntos Económicos, Moscovici, que afirmou que a saída “é verdadeiramente uma muito boa notícia”, mas que há ainda muito trabalho a fazer. E é verdade; nomeadamente na redução da dívida, brutalmente elevada, a passar dos 130%. Este é o problema que temos em mãos e que precisamos de resolver. Para que diminua temos de ter um crescimento grande ou... um grande crescimento da nossa economia!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.