Correio do Minho

Braga, sábado

UE: orçamento começa mal...

Os Novos Estatutos do Escutismo Católico Português

Ideias

2018-05-04 às 06h00

Paulo Monteiro


A Comissão Europeia apresentou na quarta-feira o seu orçamento para o período 2021/2027, defendendo-o como “um orçamento moderno para uma União que protege, capacita e defende”. Um orçamento de 1,279 biliões de euros e que prevê cortes de 6% na Política de Coesão e 5% na Política Agrícola Comum (PAC). Ora... é aqui que tudo começa a correr mal e é por isso mesmo que o presidente da República já veio dizer que é um mau começo. A Comissão justifica que procedeu a uma análise crítica para determinar onde seria possível conseguir poupanças e melhorias de eficácia. E, por isso, propõe os cortes na Política de Coesão e na Política Agrícola Comum, justificando que “estas políticas serão modernizadas, a fim de garantir que possam continuar a produzir resultados com menos recursos e servir mesmo novas prioridades”. Mas esta visão acaba por ser má para nós. E não só: a França já se mostrou renitente a este orçamento por causa da PAC. Recorde-se que os cortes estão a ser feitos devido à ausência já do Reino Unido neste orçamento e a aposta em novas áreas. Portugal fez uma proposta do aumento do contributo dos países de 1,2% do PIB, mas a Comissão fica-se pelos 1,1%. E depois surgem mais taxas para ter mais receitas mas há uma ausência clara no que diz respeito às plataformas digitais. Num mundo onde a comunicação social europeia tem tido grande e graves problemas e com muitas empresas a fecharem, a não existência de taxas sobre os grandes motores de buscas, como a Google, a Amazon, ou outras, que se aproveitam das notícias de cada um dos jornais, rádios e televisões, não está correcto. Esta é uma revisão urgente a fazer. A Imprensa tem esse direito. Esperemos agora que depois de uma má partida se consiga uma boa chegada. No entanto, há aspectos positivos no orçamento. Destes falaremos mais tarde...

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.