Correio do Minho

Braga, sábado

- +

Transportes públicos...

Assim-assim, ou assim, sim?

Transportes públicos...

Ideias

2020-01-28 às 06h00

Paulo Monteiro Paulo Monteiro

Cerca de 57% dos portugueses consideram a rede de transportes públicos muito desenvolvida. Os dados são do Observador Cetelem Automóvel 2020. Segundo o estudo, a rede de transportes públicos é classificada pela grande maioria dos inquiridos nacionais como estando “muito desenvolvida” (57%) – 12% consideram mesmo que está bastante desenvolvida e 45% suficientemente desenvolvida. No entanto, 43% dos portugueses tem uma opinião pouco favorável, com 37% a classificar a rede de transportes públicos “pouco desenvolvida” e 6% como “inexistente”. Os transportes públicos são o meio de transporte que os portugueses utilizam com maior frequência para fazer a deslocação entre casa e o local de trabalho/estudo (57%) e a principal alternativa ao automóvel particular.

Motociclos são alternativa para 17%. Já para actividades de lazer, muitos referem fazer deslocações a pé (86%). Ainda assim os transportes públicos continuam a ser um dos meios mais utilizados (70%) – sobretudo os comboios (56%). 42% utilizam avião, 41% táxis ou similares e 39% bicicletas. Para muitos, a principal alternativa às viagens de automóvel são os transportes públicos. 67% dos inquiridos em 15 países pelo Observador Cetelem Automóvel 2020 consideram que a rede de transportes públicos do seu país está “muito desenvolvida”. Também os inquiridos portugueses têm uma opinião favorável, ainda que com menos 9 pontos percentuais que a média mundial (57%).
Perante este estudo vemos a importância que têm para os portugueses os transportes públicos. No Minho a política tem sido de grandes investimentos e os dados são muito positivos. Os investimentos feitos em Braga, por exemplo, pelos TUB são referência para muitos. E é aqui que temos de investir para dar melhor qualidade de vida a todos os portugueses.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.