Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Totalitarismo contra Democracia

Sem Confiança perde-se a credibilidade

Ideias

2018-01-17 às 06h00

Paulo Monteiro

A Casa da História Europeia, como ontem referi, foi inaugurada em Maio de 2017. São cinco pisos que nos recordam determinados acontecimentos e outros que preferimos esquecer: A definição da Europa; Europa: uma potência mundial; Primeira Guerra Mundial; Totalitarismo contra Democracia; Segunda Guerra Mundial; A reconstrução de um continente dividido; A criação da segurança social;?memória da Shoah; Certezas estilhaçadas; Redesenhar o mapa da Europa; Marcos da integração europeia; Uma memória europeia partilhada e dividida; Elogios e críticas. Estes são os temas e os assuntos que se podem ver em Bruxelas. Todos eles merecem uma demorada visita e todos eles com temas sérios que não devem ser ignorados.

De todos recordo o que escreve a Casa da História Europeia sobre Totalitarismo contra Democracia: Em consequência da I Guerra Mundial, verificou-se o desmembramento de velhos impérios e a criação de novos Estados. A influência do pacifismo e da ideia de integração europeia aumentou. A democracia parlamentar floresceu por toda a Europa, enquanto a União Soviética se tornava a primeira ditadura comunista. Porém, em 1939, a maioria destas democracias fracassou e a maior parte dos europeus vivia sob regimes autoritários ou totalitários que controlavam pela força a vida pública e privada e limitavam as liberdades individuais. Os expositores (do piso 3) apresentam as duas formas mais brutais destes regimes: o estalinismo e o nacional-socialismo. Optámos por comparar e confrontar estes regimes, ideologicamente opostos um ao outro e, no entanto, tão semelhantes na sua brutalidade e opressão. Para ver com muito cuidado e recordar como é bom viver em... democracia!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.