Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

Terapia da Fala – é relevante?

Palavras cruzadas e encriptação linguística

Terapia da Fala – é relevante?

Voz à Saúde

2020-12-15 às 06h00

Ricardo Pinto Ricardo Pinto

Recentes investigações no campo da Terapia da Fala apontam para a existência de um número elevado de crianças com problemas de desenvolvimento comunicacional, contudo uma grande percentagem destas crianças apenas são identificadas após a entrada na escola.
Atualmente existem muitos estudos que mostram que crianças com alterações comunicacionais apresentam dificuldades na aprendizagem da leitura e escrita, tendo um impacto negativo no desempenho escolar e repercussões a nível emocional, pessoal e social.
É fundamental a atenção aos sinais de alerta ao longo do desenvolvimento da criança, de modo a diagnosticar possíveis problemáticas e intervir adequadamente.
Afirmações como:
• “Isso passa-lhe com a idade…!”
• “Ainda é muito pequenino para ser acompanhado…!”
• “Antes dos três anos não faz sentido fazer terapia…”
• “Quando for para a escola isso resolve-se…”
Na grande maioria das vezes, estas afirmações não são verdadeiras.
A grande tendência dos pais e clínicos de pediatria adiarem estas questões, na esperança de que sejam superadas, tem sofrido mudanças positivas. Convém referir que, por vezes, a avaliação realizada por médicos de família e pediatras pode não ser a mais adaptada, mas sim o profissional de saúde responsável pela prevenção, avaliação, diagnóstico, intervenção e estudo científico das perturbações da comunicação humana, nomeadamente o Terapeuta da Fala.
A idade não deve ser um fator determinante para procurar, ou não, um Terapeuta da Fala, mas sim as dificuldades que a criança pode apresentar ainda antes dos 3 anos.
A Terapia da Fala tem uma larga abrangência de atuação, desde a neonatologia à geriatria, ou seja, desde o dia que nascemos até ao nosso último dia de vida.
Sendo assim, a intervenção do terapeuta da fala não se restringe a idades e deve iniciar o quanto antes, de preferência quando o problema é detetado.
Um fator importante no sucesso da terapia da fala é a colaboração ativa dos pais, tal como em qualquer intervenção terapêutica.
A Comunicação, Linguagem e Fala são áreas de extrema importância, uma vez que podem comprometer severamente outros domínios na vida da criança, prejudicando o seu bem-estar e da família, as relações com os pares e com os adultos, a autoestima e mesmo as atuais e/ou futuras aprendizagens escolares.
Caso exista alguma dúvida ou reparo anómalo relativamente ao desenvolvimento linguístico da criança, não hesite em agendar uma avaliação com um profissional indicado. Este, melhor que ninguém, dirá se a situação é típica do desenvolvimento infantil, ou se por outro lado deve ser alvo de intervenção.
Lembre-se, cuide de Si! Cuide da Sua saúde!

Deixa o teu comentário

Últimas Voz à Saúde

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho