Correio do Minho

Braga, terça-feira

Sr. Doutor o que é a "Próstata Grande"?

À espera do S. Geraldo e da política cultural

Voz à Saúde

2018-05-16 às 06h00

Ana Sofia Fontes

A hiperplasia benigna da próstata (HBP) ou Próstata Grande é uma doença muito comum e consiste no aumento benigno da próstata. A próstata é uma pequena glândula que faz parte do sistema reprodutor masculino e que envolve a uretra (que é o canal que transporta a urina da bexiga através do pénis). Quando há um aumento da próstata, esta pode provocar compressão na uretra, causando alterações na função urinária e no armazenamento da urina na bexiga. Qualquer homem pode vir a desenvolver esta doença, no entanto é mais comum em idade mais avançada (normalmente homens com mais de 40/ 50 anos). A história familiar desta doença também aumenta a probabilidade de aparecimento desta situação. Pensa-se que existam outros factores que possam ter influência, embora não sejam totalmente conhecidos.
Os sintomas mais comuns são o jacto urinário progressivamente mais fino, fraco, hesitante e por vezes interrompido, aumento do esforço para urinar, necessidade de urinar com mais frequência, acordar várias vezes durante a noite para urinar, dor ou desconforto, urgência em urinar. Há também um aumento do risco de infecção urinária, perdas de urina e, por vezes, retenção urinária. Menos comuns são os problemas na função sexual, como disfunção eréctil e diminuição do desejo sexual. De salientar que muitos homens são assintomáticos.

O antígeno prostático específico (PSA) é uma proteína produzida pelas células da próstata. Os homens com hiperplasia benigna da próstata podem ter níveis aumentados de PSA, que também podem estar elevados noutras doenças (como por exemplo: inflamação da próstata (prostatite), cancro da próstata). Como tal, perante resultados elevados do PSA é necessária investigação subsequente, como a realização de toque rectal pelo seu médico e ecografia prostática, para melhor caracterização da situação que esteja a provocar este aumento.
De modo a controlar os sintomas, os doentes devem diminuir a ingestão de líquidos antes de dormir, moderar o consumo de álcool e de produtos que contenham cafeína (como café e chá), urinar em períodos agendados e tentar esvaziar a bexiga cada vez que urina (após esvaziar a bexiga, aguardar um momento, relaxar e tentar urinar de novo). Quanto ao tratamento farmacológico, existem medicamentos qua actuam no relaxamento dos músculos da bexiga e outros que ajudam a reduzir o tamanho da próstata. Em algumas situações o tratamento farmacológico e as medidas de estilo de vida não são suficientes e pode ser necessário tratamento cirúrgico.
É importante que os doentes do género masculino conheçam os sintomas de hiperplasia benigna da próstata e estejam atentos ao seu aparecimento. No caso de existência de alguma da sintomatologia acima descrita, ou agravamento da mesma quando já conhecida, deverá contactar o seu médico assistente. Este poderá ajudá-lo na investigação da causa desses sintomas e, no caso de necessitar, irá fornecer-lhe o melhor tratamento, vigilância e seguimento para esta situação. Cuide de si!

Bibliografia:
- Fonseca J et al, HBP Sintomas e impacto na qualidade de vida, Urologia em Medicina Familiar, Associação Portuguesa de Urologia, Julho 2010;
- Monteiro L, Terapêutica médica da HBP, Urologia em Medicina Familiar, Associação Portuguesa de Urologia, Outubro 2010;
- Cunningham G et al, Epidemiology and pathogenesis of benign prostatic hyperplasia, UpToDate, Apr 2017;
- Cunningham G et al, Clinical manifestations and diagnostic evaluation of benign prostatic hyperplasia, UpToDate, Apr 2017;
- Cunningham G et al, Medical treatment of benign prostatic hyperplasia, UpToDate, Apr 2017

Deixa o teu comentário

Últimas Voz à Saúde

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.