Correio do Minho

Braga, sábado

- +

Solidariedade… Todos os dias do ano!

Norte sobe no Ranking Regional de Inovação

Escreve quem sabe

2015-12-08 às 06h00

Margarida Pereira Margarida Pereira

No passado dia 5 de Dezembro, a JovemCoop reuniu-se com outras entidades para, finalmente, ver o Projeto Rios atingir a sua forma plena. Para quem ainda não ouviu falar, o projeto Rios nasceu em Espanha e baseia-se na adoção de um troço, de aproximadamente 500 metros, de um rio.

Esta adoção, na prática, significa que cada entidade deverá estar sempre atenta ao que se passa no troço do Rio, fazendo duas visitas obrigatórias durante o ano para analisar e comparar o estado não só da água, verificando o seu ph e dos seus componentes, mas também as suas margens, registando as espécies arbóreas que nelas existem e a sua limpeza. Contudo, para que toda esta análise seja realizada com o devido rigor, existe um kit de apoio ao projeto que todas as entidades devem adquirir, pois só assim conseguirão realizar as suas visitas com sucesso.

Até à data, todas as visitas que a JovemCoop realizou no seu troço do rio foram com a condicionante de termos um kit emprestado. No entanto, desde do dia 5 de Dezembro essa condicionante, que nunca foi para nós um entrave, deixou de existir, pois recebemos, pelas mãos das entidades superioras do projeto o nosso próprio kit. Para nós, foi como uma verdadeira prendinha de natal deixada no sapatinho. O kit, que só foi possível receber devido ao apoio que a Junta de Freguesia de S. Victor nos deu, é, para nós, um instrumento que nos ajudará a melhorar um pouco a nossa cidade, mais propriamente os 500 metros de Rio por nós adotados.

De ano para ano, o Projeto Rios vai ganhando força e forma, e acreditamos que, tal como aconteceu com outras missões, dentro de uns anos não só o Rio Este, como os restantes rios do país terão a merecida atenção e proteção por parte de todos os voluntários deste projeto.
O Banco Alimentar, por exemplo, é um excelente modelo de como um projeto pode crescer e atingir proporções nunca antes imaginadas.

Com dois peditórios anuais, este é um dos projeto que mais pessoas consegue mover por todo o país, desde os voluntários que vão entregar os sacos aos supermercados, passando por quem recolhe os bens alimentares oferecidos, por quem os arruma organizadamente e nunca esquecendo quem dá, em cada peditório mais ao Banco Alimentar, principalmente na campanha de Dezembro, em que a época natalícia adoça e amolece o coração de todos, fazendo-os pensar nos mais necessitados.

Na verdade, é no Natal que surgem as mais variadas missões de solidariedade, quer a nível nacional, quer a nível local para a todos poder ajudar. Há imensas recolhas de bens alimentares, com as mais variadas tarefas, há recolha de brinquedos, de bens de higiene, há campanhas para adultos e crianças.

Salvaguardando que todas essas missões são meritórias e fundamentais, acreditamos que o Natal devia ser todos os dias! Não é só em Dezembro que há necessidades essenciais, é durante todo o ano e a nossa ajuda não termina quando deixamos um bem alimentar no saco. Claro que faz toda a diferença na vida de alguém que terá uma ceia de natal mais composta, mas com o natal a aproximar-se e com um novo ano quase a começar, deixamos o desafio de que em 2016 dispense algum do seu tempo e que se junte a uma causa. Hoje em dia, podemos ajudar nas mais diversas áreas, só é necessário ter vontade de ajudar.

Caso ainda não tenha tido oportunidade de contribuir para uma causa, lembramos que, tal como já vem sendo habitual, o Grupo Coral de Guadalupe leva a bom porto as missões “Põe Azeite” e “Sobre a Manjedoura”, visando recolher garrafas de azeite e bens infantis que podem ser entregues, todos os domingos, a partir das 11h, na Capela de Guadalupe. Todos os bens angariados servirão para reforçar os ideais de Natal da Comissão Social da Freguesia de S. Victor. Esta Comissão tem tido um papel preponderante na vida dos cidadãos, com o exemplo de no passado dia 07 ter entregado material ortopédico a todas as Escolas da Freguesia de S. Victor.
Não deixe de ajudar, porque a melhor prenda não se recebe…dá-se!
A todos os nossos amigos e leitores do Correio do Minho, fazemos votos de um Santo e Feliz Natal.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

28 Novembro 2020

Ilusão verde

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho