Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

Sobre o Dia do Associativismo Jovem

Os direitos dos utentes do serviço de transporte de passageiros

Escreve quem sabe

2016-05-01 às 06h00

Manuel Barros Manuel Barros

A comemoração nacional do Dia do Associativismo Jovem (DAJ), decorreu ontem dia 30 de Abril, em Braga, integrada na programação de BRAGA’16 Capital Ibero-americana da juventude. Este ano dedicada ao Associativismo Estudantil, com o tema “Participar no Ensino Básico e Secundário”, cujo programa envolveu um vasto leque de parceiros institucionais, e organizações estudantis e juvenis de todo o país.
O DAJ foi instituído em 2004, numa concertação com as plataformas representativas da Juventude Portuguesa, o Conselho Nacional de Juventude (CNJ) e a Federação Nacional das Associa- ções Juvenis (FNAJ), para celebrar os valores subjacentes ao associativismo em geral e ao juvenil, em particular. Valores fundacionais do seu perfil democrático, solidário e criativo, no sentido de aprofundar e o afirmar, como um verdadeiro espaço de cidadania.
Esta comemoração tem uma periodicidade anual. É uma iniciativa que tem dedicado a sua dinâmica a temas de reflexão, em torno dos quais são desenvolvidos atividades por todo o território nacional, ao longo do mês de abril, que culminam neste evento central, a partir criação desta marca identitária, que envolveu jovens e associações de todo o país.
Um caminho com doze anos, que passou em revista muitos temas de interesse estratégico para a área da Juventude, que foram, sucessivamente, transformados em recomendações para os decisores governamentais responsáveis pelas políticas para a juventude. Destacando-se, neste contexto, a conferência nacional “Valorizar e Validar a Educação Não Formal”, um tema de grande atualidade, que agilizou um debate, enfatizando a importância da educação não formal, no processo de afirmação do Associativismo jovem como ecossistema empreendedor, promotor de empregabilidade.
Os encontros com figuras públicas de referência, têm sido uma aposta coroada de êxito, pelo impacto motivador que tem registado junto dos dirigentes, dos voluntários e dos jovens. Personalidades dos mais diversos quadrantes, como arte, desporto, música, ciência, setor empresarial, e outros. Uma ação desenvolvida, com os representantes do movimento associativo local, para promover a partilha e troca de experiências de vida, e sensibilização da comunidade envolvente para a importância das associações de jovens, pelo exemplo de vida, na construção de um projeto de futuro com sucesso.
Nesta perspetiva, foi dedicado um DAJ ao tema “Associativismo jovem: escola de participação e cidadania”, tendo como destinatários associações juvenis, alunos do ensino secundário, agentes educativos e técnicos de juventude. Comemoração que assinalou os onze anos de existência, e centrou os seus objetivos no reforço da importância do associativismo, como escola de cidadania participativa e veículo de aprendizagem social.
Sendo visível a maturidade que o movimento associativo tem vindo a demonstrar nas suas mais variadas áreas de intervenção. Uma evidência revelada na ação concreta, desenvolvida no seio das comunidades locais, nas organizações regionais e nacionais, nas escolas do ensino do Ensino Básico e Secundário e nas instituições de Ensino Superior.
A este respeito, dispomos de um vasto universo de projetos, programas e eventos que demostram esta realidade, de onde destacamos alguns, que foram apresentados recentemente na região. Destacando a “Campanha Nacional Associativismo e Cidadania”, por iniciativa da FNAJ, para promover a capacitação para o associativismo juvenil, junto das escolas de todo país, e a Academia de Desenvolvimento Juvenil do CNJ, que tudo indica será realizada em Braga ao longo, depois de a primeira edição ser realizada o ano passado em Aveiro.
Nesta linha, a Federação das Associações Juvenis do Distrito de Braga (FAJUB) lançou um projeto Academias de Juventude. Um projeto educativo implementado nas associações juvenis, para responder às reais necessidades da população em geral, nomeadamente aos jovens, através do desporto da cultura e da ação social.
A Federação das Associações Juvenis do Distrito de Viana do Castelo, para além de um vasto conjunto de programas está a desenvolver o Hashtag FAJUVIC, com o objetivo do desafiar os jovens de cada comunidade escolar do Alto Minho a criarem uma associação juvenil, e a Youth Cloud que pretende ser uma 'nuvem' de informação e um recurso que sinalize as necessidades dos jovens de Viana do Castelo.
A Federação das Associações Juvenis do Distrito do Porto (FAJDP) por sua vez, com o Monitor de Políticas Autárquicas de Juventude, pretende dar o seu contributo na melhoria da qualidade das políticas adotadas pelos municípios, tendo em Declaração de Braga sobre Políticas Autárquicas de Juventude, de 2012.
Um número incomensurável de boas práticas fica por divulgar! O Dia do Associativismo Jovem, é com toda certeza uma oportunidade para conhecermos melhor, este parceiro estruturante da coesão territorial, social e geracional do nosso País.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

28 Fevereiro 2020

A censura do silêncio

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.