Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Sobre as olimpíadas da criatividade 2015

“Imposto Google”: e a culpa é da UE?

Escreve quem sabe

2015-06-14 às 06h00

Manuel Barros

Nos passados dias 22, 23 e 24 maio 2015, na aula magna da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, decorreu a Final Nacional das Olimpíadas de CriAtividade 2015. Uma iniciativa anual promovida pelo Torrence Center Portugal, integrada no programa internacional Future Problem Solving Program International, a única competição mundial de Resolução Criativa de Problemas. O evento mundial de Criatividade reúne 2000 jovens de todo o mundo, dos quais 40 são portugueses, integrados numa comitiva de 60 pessoas de todo o país, constituída por jovens, mentores e embaixadores criativos que após um ano a superar várias provas, vão aos EUA para representar Portugal, como vencedores da final nacional. Uma inciativa apoiada por instituições científicas, onde se destaca o centro de investigação da Universidade de Georgia (EUA), Torrance Center for Creativity & Talent Development. Uma associação cientifico-pedagógica, sem fins lucrativos, com sede na Florida, que tem por objetivo promover o desenvolvimento da criatividade e da inteligência emocional, enquanto competências chave para o sucesso pessoal e profissional.
Sendo, o Future Problem Solving Program (FPSP) uma metodologia pedagógica, internacionalmente reconhecido, tem sido desenvolvido pelo Torrence Center Portugal, sediado no Norte sob a liderança determinada da Profa. Ivete Azevedo, através da construção de uma Rede de Criatividade, que culmina na realização das Olimpíadas da Criatividade.
A competição organizase em quatro modalidades: Casos, Comunidade, Arte e Escrita. As modalidades Casos e Comunidade são realizadas em equipas de 4 alunos. Por sua vez, as modalidades de Escrita e Arte são individuais. Todas elas têm implícita a aplicação de uma metodologia de Resolução Criativa de Problemas, permitindo a aprendizagem e desenvolvimento de competências criativas, analíticas e críticas. Complementarmente são desenvolvidas, as competências de investigação, trabalho de equipa, comunicação oral e escrita, cidadania ativa, responsabilidade social, perseverança e motivação para a aprendizagem.
Neste contexto, a promoção de criatividade é uma preocupação central de cada sociedade, e um investimento na aplicação de programas de educação e formação, que geração após geração vai mobilizando pessoas, instituições de ensino e os estados, de forma a exercitar competências através de oportunidades de explorar temas atuais, treinando a resolução criativa de problemas numa perspetiva de futuro.
Esta foi mais uma edição que, há imagem das anteriores, decorreu com elevado índices de participação juvenil, cujos resultados foram apresentados com sucesso, numa dinâmica intergeracional, em que os seus vencedores vão representar o nosso país, na competição mundial a ter lugar no final do mês de Junho nos Estados Unidos. Uma jornada de trabalho onde dirigentes, formadores facilitadores, voluntários e participantes dão corpo, ano após ano, À competição final nacional das olimpíadas da Criatividade.
Uma dinâmica desenvolvida em torno de uma vasta rede de cooperação institucional de elevado valor científico e pedagógico, e de um número crescente escolas e de outras instituições portuguesas, como é o caso da Universidade do Porto, através do Centro de Empreendedorismo e Inovação, e o Instituto Português do Desporto e Juventude, com base num protocolo de cooperação, entre muitas outras, que contou com o patrocínio do Secretário de Estado do Desporto e Juventude, Dr. Emídio Guerreiro. Neste sentido, o Torrence Center Portugal tem vindo a construir uma Rede de Criatividade, tal como já foi referido, como forma de cumprir os seus objetivos, que culminam no desenvolvimento de competências por via do possesso criativo. A base estruturante da atitude empreendedora, na lógica da promoção de um processo educativo não formal em diálogo com os jovens, numa lógica de aproximação de gerações. Uma metodologia que defende, que sucesso pessoal está relacionado com a capacidade de resolução de problemas, com a dinâmica de mudança e sobretudo com a aposta na criatividade, através de desenvolvimento de competências criativas, cognitivas e emocionais suportadas por um programa de investigação cientifica, programas de formação e sensibilização. Um excelente contributo para a capacitação de todos os intervenientes assente na criatividade e inovação, dimensões estruturantes das novas trajetórias profissionais, onde a atitude empreendedora é cada vez uma dimensão de cidadania, e a empregabilidade se assume como centro de gravidade do processo de formação e qualificação das novas gerações.
Uma resposta que se identifica com o trabalho que o Torrence Center está a fazer no combate à assimetria da procura do mercado ao desajustamento entre as competências requeridas pelos empregadores e as competências dos jovens exigindo-se cada vez mais um mix de competências desde as mais técnicas e científicas, às competências transversais.
A capacidade de trabalhar em equipa, disponibilidade para flexibilidade funcional (multi skiling) para a mobilidade geográfica e, sobretudo, para a criatividade na abordagem dos problemas e na procura de soluções, capacidade de aprender continuamente, iniciativa e capacidade para trabalhar em ambientes colaborativos.
Sendo a criatividade, nesta perspetiva, a chave que está associada à capacidade de pensar coisas novas, associada à capacidade de as por em prática (o empreendedorismo), alicerçando a inovação de soluções e a mudança de atitudes, que se afirmam pela sua dimensão diferenciadora nas sociedades modernas.
Este programa é um excelente exemplo, de formação e desenvolvimento da criatividade, quer no âmbito da competição, quer em todo o processo pedagógico que lhe está subjacente. Uma oportunidade que pela ação da Torrence Center Portugal, tem vindo a ser implantada num maior número instituições, escolas e associações, através do alargamento da rede de Centros de CriAtividade.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

19 Março 2019

Amizade(s)

18 Março 2019

Aprendizagem automática

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.