Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Sistema bancário e a ligeireza das palavras

Saúde escolar: parceiro imprescindível das escolas de hoje

Ideias

2017-03-13 às 06h00

Paulo Monteiro

Sistema bancário e a ligeireza das palavras

(...) “O que significa que os portugueses terão de entrar com menos dinheiro e que a recapitalização feita pelo estado será ligeiramente abaixo daquilo que estava previsto. Portanto, sabendo nós que o panorama que tínhamos do passado não era bom, apesar de tudo, a notícia é de que os prejuízos apurados são quase metade dos que se pensava. Portanto, a recapitalização vai baixar um pouco”. As palavras são do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e foram proferidas na passada sexta-feira quando se ficou a saber que a Comissão Europeia deu parecer positivo na recapitalização da CGD.

Não gostei da ligeireza com que Marcelo falou. Palavras que parecem ser boas notícias. E as boas notícias são de que os portugueses “terão de entrar com menos dinheiro”... E eu pergunto: e porque é que os portugueses têm de entrar com dinheiro? Porque a CGD é do Estado e de todos nós? Está certo... são sempre os mesmos os sacrificados a pagar. E os que não pagaram os milhões que ficaram a dever, o que lhes acontece? E porque é que temos de pagar, também, os prejuízos astronómicos dos bancos privados? Não são privados?

O que sei é que se o comum dos mortais, o mesmo é dizer, o mais comum dos portugueses, se atrasar em qualquer uma das suas obrigações fiscais tem de pagar e pagar a doer.... se deixar de pagar os seus empréstimos tem logo penhoras em cima...
E depois... lutam porque não querem uma Europa a duas velocidades e querem estar no pelotão da frente mas, por cá, há duas velocidades: a velocidade do que deve muito e fica impune e a velocidade do que deve pouco mas é logo coagido a pagar rapidamente ou vai preso ou fica sem nada por tão pouco... É esta a imagem que dão aos portugueses. Tudo tem de mudar e rapidamente.
Amanhã volto ao assunto que é muito longo...

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.