Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Sempre a servir o Minho como líder de audiências

Sem Confiança perde-se a credibilidade

Ideias

2014-07-06 às 06h00

Paulo Monteiro

Hoje voltamos todos a estar de parabéns. O jornal Correio do Minho faz 88 anos de vida. Estão de parabéns não só todos aqueles que trabalham diariamente nesta casa como os milhares de leitores que todos os dias lêem o Correio do Minho, bem como os anunciantes e clientes. E é por isso que sentimos orgulho na nossa idade. Isso significa que servimos bem e gostam do nosso produto, do nosso jornal.

O Correio do Minho faz hoje 88 anos de vida. É, desde 2012, líder de audiências dos jornais regionais no distrito de Braga e a cada dia que passa a nossa política tem sido a de conquistar os nossos leitores por todo o Minho. Se há dois anos éramos lidos por 65 mil leitores diários — mais 10 mil que o nosso mais directo concorrente — hoje somos lidos por muitos mais... Hoje chegamos a todo o Minho.

Alargamos a nossa política de proximidade a toda uma região que merece ter a sua voz e merece que os seus acontecimentos, as suas histórias, as suas notícias sejam mostradas, comentadas e publicadas. Hoje somos cada vez mais do Minho. Hoje somos um jornal que nasce todos os dias em Braga... e que viaja rapidamente para todo o Minho. Seremos cada vez mais e teremos cada vez mais leitores por este Minho fora. Estou certo disso.

E isso mesmo ficou já demonstrado no início da semana passada quando iniciamos uma aposta com mais notícias de Guimarães. O jornal abriu com notícias, entrevistas e reportagens da ‘Cidade Berço’. Se depois de 29 de Setembro de 2013 se abriu um novo ciclo autárquico entre as cidades de Guimarães e Braga, com uma maior aproximação, porque não nós também darmos o exemplo e aproximarmos mais as duas cidades, os dois concelhos?

Mas... não é só Guimarães que conta. Todo o Minho conta e por isso mesmo nós queremos aproximarmo-nos mais de outras terras, de outros concelhos. Amanhã mesmo iniciaremos uma semana dedicada ao concelho de Famalicão. Um dos concelhos que mais tem contribuído para colocar o Minho no mapa mundial, pelas acções que tem promovido, pelas empresas que tem atraído, pelo empreendedorismo que tem mostrado e pelo impacto que tem criado na economia nacional. O nosso périplo seguirá por outros concelhos durante este mês de Julho, onde queremos mostrar o que de bom existe neste nosso Minho.

Somos e seremos cada vez mais de Braga e do Minho e de Braga para o Minho, porque também temos consciência de que nesta cidade de Braga de onde é sede o nosso jornal, existem muitos leitores de toda uma grande região que aqui se instalaram que aqui vivem e trabalham. Por isso é que, por exemplo, Montalegre chega às páginas do nosso jornal.

Temos centenas e centenas de leitores que há muito tempo deixaram as Minas da Borralha (Salto) pois os seus familiares trabalhavam lá e hoje ainda querem saber do que se passa na sua terra. Montalegre é um exemplo entre muitos outros. Por isso é importante alargarmos cada vez mais a nossa acção de proximidade a outros concelhos, a outros distritos, a outras terras.

Só mais um exemplo: hoje é dia grande em Monção. Termina a Feira do Alvarinho. Pois ontem, sábado, foram muitas as pessoas de Braga que vi a passear naquela bela região do Alto Minho. E hoje a história deve repetir-se.

Esta é também uma das nossas funções. Mostrar o que de bom se faz no nosso Minho. As actividades, os certames... temos o dever de os promover de ajudar a mostrar o que de positivo se faz na nossa região. É essa uma das nossas funções e a nossa conduta... fazer um jornalismo baseado no positivo e mostrar o que nos orgulha.

É evidente que não podemos deixar de lado o que de menos bom se faz ou acontece. Mas mesmo aqui usamos uma acção positiva, construtiva, para ajudar a alterar o que de menos bom existe. E não somos só nós. Somos nós com a ajuda dos nossos leitores porque sem eles não estaríamos aqui hoje. Por isso é que quero, neste dia tão importante para o Correio do Minho, homenagear os milhares e milhares de leitores, que temos neste nosso Minho. São cada vez mais e estou convencido de que serão, a cada ano que passa, sempre e sempre mais.

Não me posso esquecer, também, dos nosso leitores que estão todos os dias connosco nas nossas plataformas digitais. Não é por acaso que somos o único jornal do país que disponibiliza no site, a partir das 6 horas da manhã, de forma gratuita, a sua versão de papel em PDF. Queremos ser lidos por muitos, por milhares. Queremos chegar a todos e a todos os cantos do Mundo neste mundo global utilizando as plataformas digitais.
E aqui também vencemos...

Em menos de 5 anos, o nosso site tem mais 11 milhões de visitas sendo que mais 8,5 milhões de visitas são de visitantes únicos (um visitante único é aquele que pode entrar no site 500 vezes ao dia mas só vai contar como uma visita).

Temos mais de 25 milhões de visualizações de páginas. Temos uma média de 8 mil visitantes diários. 86,6% das visitas são nacionais. Em território nacional as visitas são maioritariamente de pessoas da cidade de Braga, em seguida por pessoas do Porto, Lisboa, Guimarães, Viana do Castelo, Famalicão, etc. Dos restantes 23,4%, os países que mais tráfego dão ao site são: Brasil, França, Suíça, Espanha, Reino Unido, Estados Unidos, Alemanha, Luxemburgo e Canadá. Estes são os Top 10, mas recebemos visitas de todo o mundo.

O site tem cerca de 21 mil utilizadores registados, que fazem uma média de 4000 downloads diários de edição do jornal em pdf (disponível, como disse, gratuitamente a partir das 6 horas).
O que mais consultam no site são as edições em PDF, seguido das notícias da secção Braga, Opinião, Classificados, Casos do Dia, Desporto, Cávado, Alto Minho, Vale do Ave, Arte&Lazer, Multimédia, Ensino, Nacional, etc.

As pessoas que mais consultam o site têm idades compreendidas entre 18 e 35 anos.
Nas redes sociais e Mobile: no Twitter temos 2400 seguidores, no Facebook mais de 14 mil likes e na aplicação mobile temos cerca de 8 mil utilizadores.
É por isso que estamos em todo o lado a qualquer dia, a qualquer hora, a qualquer minuto e a todos os segundos... :)
Por isso... hoje estamos todos de parabéns.

E como não gostamos de estar parados ­ ­— nem podemos—, conte connosco sempre. Em Setembro estaremos cheios de novidades e notícias. É o mês em que traremos novas e muitas iniciativas.
Já sabem que podem contar connosco, porque nós queremos contar consigo que é nosso leitor.
Apenas duas notas finais: o jornal Correio do Minho faz hoje 88 anos de existência e pertence a um grupo de comunicação chamado ‘Arcada Nova’.

Para além do jornal 'Correio do Minho', fazem parte deste grupo o jornal ‘Maria da Fonte’, um quinzenário da Póvoa de Lanhoso, com 129 anos de existência; a Rádio de Braga - Antena Minho e agência de publicidade Vértice. Em todos eles trabalham diariamente cerca de meia centena de colaboradores que fazem tudo para levar até si sempre o melhor produto possível.

É também a eles que eu quero dar um forte abraço e dizer... obrigado por fazerem parte desta excelente equipa que trabalha em prol deste projecto e, em exclusivo, para este projecto.
Bem sei o que fazem e lutam para o êxito desta grande casa.
É para vocês, que pensam assim que dou os Parabéns.
Obrigado a todos!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.