Correio do Minho

Braga, sábado

- +

Semana Santa... virtual!

O que podem esperar os portugueses em 2023?

Semana Santa... virtual!

Escreve quem sabe

2021-03-30 às 06h00

Margarida Pereira Margarida Pereira

Asemana em que Braga mostra verdadeiramente o porquê de ser conhecida como a “Roma Portuguesa”, terá de ser “adiada”, pelo segundo ano consecutivo. No entanto, se no ano passado o cancelamento foi uma surpresa para todos, este ano já era expectável, o que acabou por ter as suas vantagens.
Se tivermos em conta o ano passado, percebemos que a Semana Santa foi readaptada ao confinamento que se vivia. Houve o cancelamento das procissões e de toda a restante programação que implicava o público presente.
Apesar de tudo, foram transmitidas, através das redes sociais, as filmagens das procissões de anos anteriores, sempre tentando manter presente o espírito que habitualmente invade toda a cidade.
Este ano, a adaptação da Semana Santa já se fazia anunciar desde cedo. Deste modo, foi possível (re)pensar atempadamente em toda a sua habitual programação, ainda que com elevado grau de incertezas, dado o novo confinamento e a evolução da Covid-19.
Com um programa que se iniciou a 17 de Fevereiro e culminará a 4 de Abril, este ano toda a Quaresma será celebrada de forma peculiar. Mantiveram-se as já habituais exposições, com algumas delas espalhadas pelas ruas da cidade, como é o caso da exposição “Plasti-cidade fotográfica”. Existem, ainda, diversas exposições em locais emblemáticos da cidade, desde o Palácio do Raio, passando pela Casa dos Crivos e pelo Museu Pio XII, que devem ser apreciadas por todos.
Quanto à semana que estamos a iniciar, esta era um dos momentos altos do turismo da cidade. As ruas, pintadas de púrpura, que outrora se enchiam para ver passar as quatro imponentes procissões, estão hoje vazias.
Contudo, como tudo neste último ano, as celebrações da nossa Semana Santa estarão à distância de um click. Através do facebook da Semana Santa de Braga é possível assistir, pelas 21h30 no dia 31 de Março, a um programa interpretativo da Procissão “Vós Sereis o Meu Povo”, mais conhecida pela Procissão da Nossa Senhora da Burrinha. Já nos dia 1 e 2 de Abril, será possível visualizar, de igual forma, um programa em formato curiosidade histórica sobre a procissão “Ecce Homo” e sobre a procissão do “Enterro do Senhor”, respetivamente. Todas estes programas visam enquadrar o trabalho realizado nos bastidores por cada uma das entidades responsáveis, mas também permitir uma interpretação e um maior conhecimento sobre a representação de cada cena desenhada para cada uma das procissões. Estamos certos que esta será sempre a melhor forma de preservar a cultura e tradição de perceber como são constituídas as procissões e aprecia-las em família.
Muitos outros momentos serão transmitidos online, basta consultar o programa para ter acesso a toda a informação necessária. Por esse motivo, louvamos todo o trabalho que está a ser desenvolvido pela Comissão da Semana Santa de Braga.
Um outro momento, que merece destaque nesta agenda cultural, é o lançamento do CD da “Procissão da Burrinha”. Reconhecemos que esta será, acima de tudo, uma forma de eternizar a procissão e deixar a sua marca num ano tão atípico. Afinal, ninguém se esquecerá dos anos de 2020 e 2021, mas podemos sempre ter momentos bonitos para os recordar. Este CD apresenta 14 músicas recuperadas aos cancioneiros antigos ou compostas pelo génio do Prof. José Machado, da Associação “Os Sinos da Sé”, que lega, para o futuro, a construção de um património musical que perpetuará os anos da pandemia.
Infelizmente, não teremos um dos momentos mais altos do turismo da nossa cidade, e isso afeta vários setores, principalmente após termos sido escolhidos como o Melhor Destino Europeu 2021. Certamente que o título conseguido colocará a cidade de Braga no mapa dos destinos turísticos durante os próximos anos, no entanto, acreditamos que é fundamental que a cidade não se esqueça dos setores mais afetados e que lhes dê a mão assim que haja oportunidade.
Hoje, mais do que nunca, devemos valorizar o que é nosso. Todos temos saudades de voltar ao quotidiano, de voltar à tão cobiçada normalidade. Não obstante, é imperativo não deixar cair por terra todo o esforço feito e, por esse motivo, devemos manter as regras aconselhadas pela DGS, pois apenas em conjunto será possível travar esta pandemia que nos põe à prova há mais de um ano. Assim, caro leitor, desejamos-lhe uma Páscoa em segurança, pois, só assim, podemos estar certo de que para o ano teremos as nossas tradições de volta.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

23 Janeiro 2023

… ainda habitação!

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho