Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Selo Escola Saudável

Como sonhar um negócio

Voz às Escolas

2018-10-29 às 06h00

Hortense Lopes dos Santos

No nosso Agrupamento procuramos desenvolver e desenvolvemos diversos projetos com e para os nossos alunos. Hoje escrevo sobre o projeto que promove a Educação para a Saúde/Escola Promotora de Saúde.
Neste projeto envolvemos toda a comunidade educativa, com destaque para os elementos da equipa da Saúde Escolar do ACES Cávado.
Há vários anos que executamos este projeto, sempre muito apoiado pelos órgãos da escola/agrupamento, porque consideramos que a abordagem da Escola Promotora de Saúde tem um impacto muito positivo na saúde, no bem-estar e no rendimento escolar dos nossos alunos, bem como no funcionamento do nosso Agrupamento. Por outro lado, as atividades da Escola Promotora de Saúde podem melhorar tanto a saúde como o bem-estar de toda a comunidade educativa e o sucesso educativo dos nossos alunos.
As atividades desenvolvidas são diversas e adequadas à idade e situação dos alunos.

Estas práticas são apoiadas e reconhecidas por diferentes entidades ligadas à sociedade civil, à saúde e ao Ministério da Educação.
Em 2017, o Serviço de Psicologia e Orientação do nosso Agrupamento concorreu ao Selo “Escola SaudávelMente – Boas Práticas de Saúde Psicológica e Sucesso Educativo”, promovido pela Ordem dos Psicólogos para 2016-2018. Foi com muito orgulho que recebemos, em cerimónia pública, este Selo para o nosso Agrupamento.
A Direção-Geral da Educação com a colaboração da Direção-Geral da Saúde criou o Selo Escola Saudável, ao qual nos candidatamos sendo-nos atribuído o nível 3 (máximo).
A publicação dos resultados das candidaturas 2017/2018- 2018/2019 na página da Direção-Geral da Educação refere que o Selo “pretende premiar as escolas que, no seu quotidiano, privilegiam a promoção da saúde e do bem-estar da comunidade educativa.

Reconhece o mérito dos agrupamentos escolas/escolas não agrupadas que, através das suas práticas, têm vindo a contribuir para a promoção de relações interpessoais saudáveis, envolvendo toda a comunidade educativa e criando uma imagem positiva da escola.
Sendo a Cidadania e Desenvolvimento uma das componentes do currículo nacional, e a Saúde um dos Domínios obrigatórios da Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania, desde o 1.º ciclo do ensino básico até ao final do ensino secundário, abordada de forma transdisciplinar, pretende-se que venha a contribuir para o reforço de competências de saúde e bem-estar na comunidade educativa.”
Não poderíamos estar mais orgulhosos pelo facto de a nossa candidatura a este projeto ter sido selecionada.
Agora, resta trabalhar ainda mais com todos e para todos os membros do Agrupamento de Escolas Carlos Amarante.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.