Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Sei o que quero ser?

Parabéns ao IPCA

Voz às Escolas

2013-03-25 às 06h00

Maria da Graça Moura

Encerrando este conjunto de artigos sobre a oferta complementar disponibilizada no agrupamento, faltava divulgar aquela que desenvolvemos com os nossos finalistas que, como muito se adequa, se chama + Futuro!

O que quero ser? Mas, seguida do envolvimento do indivíduo para a sua concretização - como lá chegar, tornando o aluno principal ator do seu futuro!

Para desenvolver estas temáticas, tão determinantes, privilegia-se o desenvolvimento vocacional através de processos quer de exploração, quer de investimento. Fomentam-se neste sentido atividades diversas que permitam ao aluno explorar realidades formativas, profissionais e sociais e promove-se a descoberta e reconstrução do desenvolvimento vocacional por parte dos alunos.

O primeiro grande orientador das atividades é a Exploração do Sistema Educativo Português: Cursos e Saídas Profissionais, resultando na construção do manual + Futuro por todas as turmas, a apresentar a toda a comunidade educativa no próximo mês de abril! Neste âmbito os alunos do 9º ano e do curso de educação e formação caracterizarão cerca de 50 das profissões existentes e entrarão em contacto com diferentes profissionais para questionamento direto. No sentido de privilegiar a interface e aproximação entre a comunidade educativa e os diferentes agentes de formação, e assim impulsionar a compreensão da diversidade dos contextos formativos existentes, os alunos e encarregados de educação têm, no âmbito do programa da oferta complementar, a oportunidade de efetuar visitas a mostras de saídas escolares e profissionais, grande parte promovida pelas escolas secundárias e profissionais do concelho, mas também poderão participar numa mostra de oferta educativa e formativa organizada a nível nacional.

Estas oportunidades de exploração constituem experiências fundamentais para os ajudar na tomada de decisão, aquando do ingresso no ensino secundário, mediante cursos científico humanísticos ou cursos profissionais, porta que se abrirá para o seguimento de estudos a nível universitário ou para a integração no mercado de trabalho.

No decorrer do programa, com o apoio do diretor de turma, o aluno pesquisa, seleciona e organiza informação para a transformar em conhecimento mobilizável, justifica procedimentos e conclusões com base nos conhecimentos e factos, participa em atividades do grupo, aceitando as contribuições dos outros e respeitando as decisões acordadas, abre horizontes e perspetivas profissionais, desenvolve uma atitude proativa.

Na fase final da orientação sobre percursos escolares e profissionais, os alunos são orientados, pela psicóloga do agrupamento, no desenvolvimento vocacional, também mediante a comunicação dos resultados obtidos nos meios de avaliação aplicados (questionários e psicotécnicos e entrevistas) como meios de auto reflexão, auto exploração e autoconhecimento, ajudando-os no caminho do querer ser e do saber o que quer ser!
O agrupamento implementa, há vários anos, um conjunto de iniciativas centradas no desenvolvimento vocacional dirigido, em particular, aos alunos em fase de conclusão do terceiro ciclo, contando com a articulação e colaboração do serviço de psicologia, diretores de turma e encarregados de educação, visando de forma construtiva a promoção do sucesso educativo.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

19 Dezembro 2018

O que nos distingue

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.