Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Saúde à Falsa fé

O que nos distingue

Correio

2014-02-22 às 06h00

Leitor

Vera Pereira e Carlos Dinis

Há quarenta anos atrás, os cidadãos reuniam-se em segredo para tentar derrubar o regime ditatorial. Agora, em plena democracia os papeis invertem-se. Ironicamente, os senhores do poder tomam decisões secretas para que os lesados não tenham sequer opinião.
Em Celorico de Basto, um concelho minhoto com cerca de 20.000 habitantes, fecha-se um serviço de urgências sem dar ‘cavaco’ aos utentes.

Os eleitos para os mais diversos órgãos, entre eles alguns dos quais até se dizem ilustres celoricenses, compactuam com a surpresa como se de um presente de aniversário se tratasse. Para cúmulo dos cúmulos, a cobarde decisão apenas se torna pública na porta do serviço que foi encerrado, talvez tendo em mente que cada celoricense tome pessoal conhecimento da infeliz decisão.

Astuta maneira esta a de amordaçar uma população que já havia lutado e vencido anterior tentativa de sonegação do direito à saúde. Cobardes, estes que receberam os votos e prometeram defender um país, incluindo os celoricenses, que nem de faltarem à verdade podem ser acusados, uma vez que nem a verdade nem a mentira transmitem.

Os utentes, depauperados habitantes de um interior cada vez mais esquecido e ostracizado, resta-lhes ir agoniar estrada fora, procurar que lhe curem as suas maleitas noutro concelho. E sempre sem uma palavra dizer, uma vez que a retirada do direito à saúde só lhes foi comunicada quando cuidados de saúde procuravam.

Primeiro, foi retirado a Celorico de Basto o transporte ferroviário, com o encerramento da linha do Tâmega, agora é o serviço de urgências Secretamente, este é o país que nos vão construindo e nos vão oferecendo. Resta saber de que forma esta população, que já deu provas de ser lutador, irá quebrar o silêncio e dizer “aqui Basto eu!”

Deixa o teu comentário

Últimas Correio

08 Outubro 2017

A Cidade Inteligente

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.