Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +

Roubos de resíduos

A Biblioteca Escolar – Um contributo fundamental para ler o mundo

Ideias

2013-02-20 às 06h00

Pedro Machado Pedro Machado

Mais uma vez vou aproveitar este espaço para denunciar a questão do roubo de resíduos.
Este é um problema que tem vindo a crescer e que é extremamente preocupante, por isso, a Braval tem vindo a noticiar várias situações de assaltos a ecopontos, bem como de recolha ilegal de resíduos na via pública. Estas situações também têm sido participadas às autoridades, solicitando uma maior fiscalização.
Também temos sensibilizado a população para a denúncia destas infrações, através de publicidade na imprensa.

Eu próprio já presenciei e denunciei situações destas, nomeadamente o roubo de resíduos elétricos e eletrónicos de um ponto eletrão, no parque de estacionamento do Bragaparque, por uma família inteira, incluindo o filho menor, criticando também o exemplo que se está a dar aos mais jovens.
Há empresas e serviços organizados para a recolha e tratamento de resíduos que, assim, ficam sem parte da matéria-prima para a sua atividade.

Esta preocupação não é apenas nossa mas estende-se a todo o país. Ainda na semana passada, como Presidente do Conselho Fiscal, participei numa reunião da EGSRA - Associação das Empresas Gestoras de Sistemas de Resíduos, e dessa reunião surgiu a proposta de incluir esta proibição e infração nos regulamentos municipais de resíduos. O roubo de resíduos, ainda que na via pública, é ilegal e portanto deve ser punido.

Sugere-se a inclusão dos seguintes artigos:
“É proibido a qualquer pessoa ou entidade estranha aos Servi-ços da Câmara ou Empresa Municipal escolher, remexer, romover ou recolher quaisquer resíduos urbanos ou equiparados, quer os mesmos se encontrem contentorizados ou colocados em qualquer local do es- paço público.
É ainda proibido a qualquer pessoa ou entidade estranha aos Serviços da Câmara ou Empresa Municipal recolher, receber ou remover, a título oneroso ou gratuito, Resíduos Urbanos ou Equiparados diretamente junto do respetivo produtor ou detentor, incluindo a recolha, receção ou remoção de tais resíduos diretamente das habitações dos munícipes.
A Câmara ou Empresa Municipal envidará esforços no sentido de persuadir e sensibilizar os munícipes para o cumprimento do regulamento (…) de modo a fomentar o correto funcionamento de todo o sistema de gestão de resíduos.”

Sugere-se ainda que estas infrações sejam puníveis com coima.
A Braval mantém, desde 1998, exceptuando o ano de 2009, as tarifas mais baixas de Portugal, em termos de RSU’s, das praticadas pelos Sistemas Multimunicipais. Por aqui se vê que sempre valeu a pena separar para reciclar, quantidades que, excetuando 2012, aumentaram sempre ao longo dos anos.
A questão aqui é outra, trata-se de um roubo, as pessoas produziram os resíduos, tiveram o cuidado e o esforço de os separar e alguém, ilegalmente, retira esses resíduos deitando por terra o esforço das pessoas e da Braval, quer na sua recolha, quer o investimento na colocação de equipamentos para o efeito, os ecopontos.

A Braval sempre se esforçou e espera manter tarifas equilibradas, em termos de deposição de resíduos em aterro, conseguimos compreender e aceitar a diminuição de resíduos quer pelo baixo consumo, quer por consciência ecológica, mas não por roubos de resíduos.
A Braval sempre pugnou pela sensibilização ambiental e pela defesa da política dos 3 R’s precisamente pela melhoria da qualidade de vida ambiental da população e pela defesa do princípio do poluidor-pagador, para que os munícipes paguem me-nos taxas, tendo sempre por base que a empresa seja sustentável.

O roubo de resíduos constitui um crime que nos prejudica a todos. Ajude-nos a combatê-lo, contactando a polícia ou a Braval através do N.º Verde Grátis: 800 220 639.
Ajude-nos, ajudando-se!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

30 Novembro 2020

Um Natal diferente

29 Novembro 2020

O que devemos aos políticos

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho