Correio do Minho

Braga, sexta-feira

Ricardo Rio, o Subserviente

Trade-offs

Ideias Políticas

2014-10-21 às 06h00

Pedro Sousa

Nos tempos idos da Monarquia era comum os Reis serem agraciados com um cognome. Houve-os para todos os gostos, desde Afonso I, o Conquistador, Dinis I, o Lavrador, Afonso V, o Africano, passando, ainda, por Manuel I, o Venturoso e terminando, por exemplo, com Sebastião I, o Desejado.
Se, porventura, importássemos para a República e para os tempos de hoje esta prática, seria muito fácil encontrar um cognome para o Dr. Ricardo Rio, Presidente da Câmara Municipal de Braga.

O triste e lamentável processo de encerramento compulsório da Escola de Vilaça, ordenado pelo Ministério da Educação deste (Des)Governo, quando, esta, legalmente, cumpria com o número mínimo de alunos necessários para continuar a funcionar, a que se soma, ainda, o facto de ter todas as condições físicas, técnicas e administrativas para poder continuar a cumprir a sua função, sendo, também, uma âncora daquela comunidade, leva a que o cognome do Sr. Presidente da Câmara não pudesse ser outro que não o Subserviente.

Subserviente, sim. Subserviente porque se comprometeu a fazer tudo o que estivesse ao seu alcance para a Escola permanecer em funcionamento e não fez. Subserviente porque todos nos habituamos, durante os anos em que foi líder da oposição, a ouvir o Dr. Ricardo Rio vociferar de forma enérgica, tantas vezes intransigente contra as coisas a que se opunha mas, desta vez, não assistimos a nada disso. Muito pelo contrário.

Neste caso em particular, vimos, apenas, o Sr. Presidente da Câmara fazer algumas declarações de intenções, sempre sem grande empenho, sem grande entusiasmo e nunca com a energia que em tantas outras circunstâncias lhe vimos aplicar.

Importa também, aqui, perceber o porquê de o Sr. Presidente da Câmara ter dito que o faria e não o ter feito. Na verdade, ele disse que o faria apenas porque lhe ficava bem dizê-lo, porque essa era a vontade esmagadora dos Fregueses e dos Pais das crianças que estudavam na Escola de Vilaça e com essas declarações parecia estar do seu lado mas, na verdade, no seu mais íntimo, nunca teve vontade de o fazer porque para o fazer teria de afrontar, desafiar e criticar uma decisão do seu Governo, situação que exige coragem, firmeza e é, apenas, traço de carácter de grandes lideranças.

Assim, na sua pequenez política, bateu pala ao seu Governo e prejudicou os seus, as crianças, os Pais, as famílias e toda a Freguesia de Vilaça.
Infelizmente, esta coisa de vociferar contra tudo aquilo com que se discorda na Oposição e deixar de o fazer quando se está no poder é algo em que Ricardo Rio e os seus pares na Vereação, parecem estar a tornar-se especialistas.

Só assim se entende que não tenhamos ouvido nem o Sr. Presidente da Câmara, nem a Srª. Vereadora da Educação, Drª. Lídia Dias, nada dizer sobre a vergonha que foi o processo de colocação de Professores e o início deste ano lectivo, nomeadamente, quando, hoje, um mês depois do início do ano lectivo há muitas Escolas do Ensino Básico que, no Concelho de Braga, não têm, ainda, todos os Professores colocados.

Completa-se, hoje, um ano desde a tomada de posse do Dr. Ricardo Rio. Um ano de subserviência, dissimulação e propaganda, mais grave quando esta é paga a peso de ouro pelo dinheiro de todos nós
À atenção do Dr. Ricardo Rio: um grande líder, um grande político, Abraham Lincoln, disse um dia qualquer coisa como: “Podes enganar todas as pessoas durante algum tempo, algumas pessoas por muito tempo mas nunca conseguirás enganá-las todas durante todo o tempo”. Hoje ficamos por aqui, já que para bom entendedor meia palavra basta.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

13 Novembro 2018

A democracia e a hipocrisia

13 Novembro 2018

Dar banho às virgens

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.