Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Recordar André Soares!

Da falta que as tentações nos fazem

Voz às Escolas

2013-05-20 às 06h00

Maria da Graça Moura

O agrupamento de escolas André Soares já há muito iniciou uma longa caminhada, orientada por um projeto educativo percursor de práticas inovadoras e de princípios defensores dos grandes valores humanos!
A 22 de maio comemoramos o Dia do Agrupamento, dando relevo aos projetos desenvolvidos, homenageando os que tanto contribuíram para o nome reconhecido desta grande organização educativa, e ainda premiando os que, pelos mais variados e nobres motivos, merecem desta-que neste dia especial!
E, com orgulho, relembrar o nosso Patrono!

Mesmo sabendo que, à distância de um clic, qualquer leitor obterá informações sobre a sua vida e obra, cabe-nos dedicar-lhe este espaço, como que em sede própria, em nome da comunidade escolar. André Soares, notável artista bracarense do séc. XVIII, famoso pela excelência das suas obras, e criador de uma versão muito pessoal do estilo barroco-rococó, que enriquece o património artístico e promove o desenvolvimento turístico na cidade de Braga.

Inexplicavelmente, depois da sua morte caiu no esquecimento até que, em 1958, o professor Robert Smith lhe atribuiu a autoria da Igreja de Santa Maria Madalena, no monte da Falperra, e do seu retábulo principal. Documentos descobertos posteriormente revelaram várias obras suas e, por estudos comparativos, muitas outras lhe foram atribuídas, o que lhe restituiu o lugar destacado de que é merecedor, entre os grandes valores da arte portuguesa de Setecentos.

Robert Smith designou Braga, cidade soaresca, pela revolução que então se registou nesta região, sobretudo no domínio da arquitetura e da talha. De todo o legado do artista, destacam-se alguns exemplares de arquitetura civil e religiosa, como a fachada do antigo Paço dos Arcebispos, hoje Biblioteca Pública; o magnífico Palacete do Raio; a harmoniosa Casa da Câmara; a Casa Roldão; o Arco da Porta Nova, construído postumamente; o interessante Oratório de Nª Sª da Torre; a extraordinária fachada da Igreja dos Congregados e Capela dos Monges; o portal da Capela de Santa Teresa e a Igreja da Lapa, engastada na Arcada.

Nas zonas periféricas da cidade sobressai, no monte da Falperra, a espetacular fachada da Igreja de Santa Maria Madalena; no Bom Jesus, várias capelas, chafarizes, tarjas e algumas estátuas no espaço fronteiro ao Santuário e, na Igreja do Convento de S. Martinho de Tibães, diversos trabalhos em talha dourada.

André Ribeiro Soares da Silva, nasceu em Braga no dia 30 de novembro de 1720. Filho do comerciante João Soares da Silva e de Isabel Ribeiro, tomou ordens menores no Seminário Arquidiocesano em abril de 1737, entrando, no ano seguinte, para a Irmandade do Doutor Angélico S. Tomás de Aquino, de que faziam parte jovens pertencentes a famílias distintas da cidade. Morreu, solteiro, em 26 de novembro de 1769.

Espírito inquieto, André Soares foi procurando encontrar sempre novas soluções técnicas e artísticas, o que permite distinguir uma evolução durante as duas décadas em que exerceu a sua atividade, com obras monumentais, cheias de movimento e de força, conseguindo transmitir-lhes uma grande plasticidade, extremamente difícil nos trabalhos em granito.

Por tudo quanto realizou ao longo da sua breve existência, André Soares pode ser considerado, sem dúvida alguma, “o vulto mais espantoso de toda a história artística bracarense” (Eduardo Pires de Oliveira).
O seu nome honra a cidade de Braga, sua terra natal, e é motivo de orgulho para o Agrupamento de Escolas André Soares, que o tem como patrono.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

26 Setembro 2018

Um ciclo que se abre

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.