Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +

Quanto mais reciclar mais está a poupar

Comunidades de aprendizagem

Quanto mais reciclar mais está a poupar

Ideias

2020-02-05 às 06h00

Pedro Machado Pedro Machado

Mais uma vez, aproveito este espaço para felicitar a população residente nos municípios de Amares, Braga, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde, pela separação de embalagens recicláveis que fizeram e que foi a mais alta de sempre! Em 2019, a Braval recolheu 17.540 toneladas de resíduos recicláveis nos ecopontos existentes na área de abrangência da Braval, mais 298 toneladas do que em 2018.
No total, os resíduos valorizáveis: vidro, papel e embalagens, juntamente com a recolha de outros resíduos recicláveis: Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE’s) e Pilhas e Acumuladores, Círios e Velas e Óleos Alimentares Usados (OAU), bem como os pneus usados recebidos, atingiram cerca de 19.708 toneladas!
Foram recolhidas 8.060 toneladas de Papel e Cartão, aumento cerca de 5,4%, comparativamente a 2018.
Relativamente às Embalagens de plástico e metal, foram recolhidas 2.468 toneladas menos 487 toneladas do que em 2018! Esta diminuição poderá estar relacionada com a sensibilização e legislação aplicada, com vista à diminuição da utilização de plástico. A tendência terá de ser analisada nos próximos anos.
A recolha de óleos alimentares usados aumentou 2,6%, tendo sido recolhidos 77.655 litros, mais 1979 litros relativamente a 2018. Em 2019, o aumento foi providente sobretudo do setor da hotelaria.
Nos contentores instalados nos cemitérios foram recolhidas 131 toneladas de círios e velas, mais 13 toneladas do que em 2018, um aumento de 11%, mantendo a tendência de aumento de quantidades.
Em termos de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos e Pilhas e Acumuladores, a quantidade recolhida deste tipo de resíduos diminui, foram recolhidas 142 toneladas, menos 4 toneladas do que em 2018, continuando a tendência de decréscimo. Esta diminuição estará relacionada com o pedido de retirada de pontos eletrão devido ao aumento do desvio ilegal deste tipo de resíduos, em diversas superfícies comerciais.
Relativamente à receção de pneus usados, a quantidade recebida aumentou 209 toneladas, no total foram recebidas 1.824 toneladas de pneus usados.
A valorização energética do biogás produzido no aterro sanitário e na Central de Valorização Orgânica permitiu a introdução de 6.637 MWh de energia na Rede Elétrica Nacional, mais 1.122 MWh do que em 2018.
Este resultado é positivo, em 2019, a quantidade de resíduos recolhidos para valorização aumentou em quase todos os fluxos, relativamente a 2018, no entanto, ainda não é suficiente. Lamentavelmente ainda estamos aquém dos objetivos, ainda não cumprimos as metas de reciclagem definidas no PERSU 2020.
Globalmente, o Ecoparque Braval recebe cerca de 100.000 toneladas de resíduos indiferenciados, parte significativa destes resíduos são ainda materiais recicláveis, por isso, é preciso fazer mais, continuar a sensibilizar as pessoas de que é a sua colaboração que faz a diferença e que paga menos por isso. Sobre estes resíduos indiferenciados, é aplicada a Taxa de Gestão de Resíduos, que em 2020 é de 11€/tonelada, que reverte diretamente para o Estado de forma a desincentivar a deposição de resíduos recicláveis em aterro. Esta semana foi anunciado pela Secretaria de Estado de Ambiente, que a TGR irá aumentar muito mais ainda este ano.
É inadmissível que, em 2019, que cerca de 40% destas 100.000 toneladas, ou seja, 40.000 toneladas (quarenta milhões de Kgs) são materiais recicláveis (vidro, papel, plástico e metal) que vêm misturados com resíduos indiferenciados, ficando contaminados e impedindo a sua reciclagem!
A colaboração da população é imprescindível! E ao reciclar está a poupar, ou seja, os municípios deixariam de pagar cerca de 40% do total da deposição dos resíduos da recolha indiferenciada que, por sua vez, cobram aos munícipes!
Em nome da Braval, felicito a população que tem contribuído para estes resultados, aqueles que separam os seus resíduos, colocando-os nos ecopontos, contribuindo para a preservação ambiental do nosso planeta e poupando nas tarifas de resíduos pagas pelos municípios.
Ajude-nos, ajudando-se!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho