Correio do Minho

Braga, sábado

Poupas Tu, ganhamos Todos!

Investir em obrigações: o que devo saber?

Ideias Políticas

2017-06-06 às 06h00

Francisco Mota

Resultado do crescente consumo e pelos diversos impactos a nível ambiental, o tema da energia é uma matéria que carece de especial atenção à escala municipal.
Atualmente, o setor da energia é o responsável por grande parte das emissões mundiais de gases de efeito de estufa, pois a sua produção tem, ainda, maioritariamente, origem no uso e queima de combustíveis fósseis. Consequência do aumento dos consumos energéticos e, por conseguinte, das emissões desses gases, surge a problemática das alterações climáticas, considerada uma das mais sérias ameaças ambientais a nível global, devido ao ritmo acelerado nas últimas décadas, que acarreta, não só impactos ao nível do ambiente, como também para a sociedade.

Destaca-se por tudo isto, a importância da poupança de energia primária a partir de combustíveis fósseis, a promoção da exploração de fontes renováveis, como alternativa, e a adoção de ações de eficiência energética.
O papel das autarquias como motor da sensibilização é impactante para os seus habitantes, para que também sintam a responsabilidade e preocupação com estas questões globais. A adoção de ações que passem pelos domínios da eficiência energética em edifícios públicos e serviços, iluminação pública, mobilidade e equipamentos, bem como a promoção do uso de energias renováveis, são uma prioridade.

Nos últimos anos têm surgido várias iniciativas, de escala europeia e mundial, com o objetivo de estimular as forças locais e regionais para o desenvolvimento de ações com vista à redução de consumos energéticos, minimização das emissões poluentes e mitigação das alterações climáticas. Pretende-se continuar a dar resposta a estes acordos e desenvolver meios de acompanhamento e monitorização das propostas, para que os objetivos sejam cumpridos.

A comemoração de efemérides que relembrem estas problemáticas, também é importante para envolver a participação dos munícipes, mas não suficientes. Dessa forma o município de Braga voltou a inovar na área pedagógica, apostando fortemente nas novas gerações como garante de um Mundo melhor. As ações de sensibilização destinadas às crianças trazem resultados a médio-longo prazo, por isso é uma prioridade sensibilizar para a alteração de comportamentos com vista à poupança de energia, não só nas escolas, mas também nas suas próprias habitações, e o projecto “a minha escola é eficiente” tem conquistado espaço nas comunidades educativas e transportado para casa um novo olhar sobre a sustentabilidade.

É um projecto educativo único, pioneiro e empreendedor que já conta com três anos de implantação e que tem um potencial de crescimento extraordinário. Com a sua figura de proa o “Poupas” editou este ano pela primeira vez um livro “Poupas tu, ganhamos todos!” e conta com o envolvimento do músico Filipe Pinto.
Braga volta assim a destacar-se pelas boas práticas municipais!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

11 Dezembro 2018

Cultura plena

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.