Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

Por um Sporting Clube de Braga de todos os adeptos

Escola Frei Caetano Brandão

Por um Sporting Clube de Braga de todos os adeptos

Ideias

2021-04-26 às 06h00

Felisbela Lopes Felisbela Lopes

A crónica desta semana fala do meu compromisso enquanto presidente da Comissão de Honra da candidatura de António Salvador à presidência do Sporting Clube de Braga. Aceitei o desafio por vários motivos: por considerar que esta candidatura é, no contexto atual, a melhor para o clube; por ter como companhia ilustres personalidades de vários sectores e por ser mulher e isso simbolizar uma abertura que é preciso promover.
O desporto é sobretudo emoção. É por ela que nos ligamos a um clube e nos unimos uns aos outros numa espécie de cola que se tece numa alegria intensa, que nenhuma palavra consegue agarrar. É isso que junta também os adeptos do Braga: uma paixão por um clube centenário, que constitui a maior marca da cidade e que é uma referência no país e na Europa.
Nos últimos 18 anos, o clube, sob a direção de António Salvador, tornou-se mais sólido, mais vencedor, mais robusto, mais solidário.

O Sporting Clube de Braga tem uma marca fortíssima que é a sua equipa de futebol. Nesta cidade, ninguém fica indiferente às conquistas da sua história, como as Taças de Portugal de 1966 e de 2016, as Taças da Liga de 2013 e de 2020 ou os extraordinários títulos nacionais de juniores em 1977 e 2014. E temos bem presente as duas participações na Liga dos Campeões e a grande final da Liga Europa em Dublin em 2011, sob a batuta do presidente Salvador.
O Sporting de Braga brilhou também nas modalidades, como o atletismo, o futsal, a natação ou o futebol de praia, para referir apenas algumas. É indiscutivelmente a força motriz do desporto bracarense e minhoto. Hoje, o Sporting de Braga está na linha da frente, em pé de igualdade com os maiores clubes, a quer mais vitórias e a afirmar-se cá dentro e fora do país.
Há ainda outra dimensão que o Sporting Clube de Braga tem: o seu papel social e solidário. Este clube é uma realidade social incontornável na cidade. Tive ocasião de o constatar quando, na minha qualidade de presidente da Liga de Amigos do Hospital de Braga, contactei o clube para auxiliar na adaptação de salas para os doentes internados no hospital. O presidente António Salvador foi um grande entusiasta desta causa.

Presidir à Comissão de Honra da candidatura de António Salvador é tornar público uma convicção de que esta direção é, nas atuais circunstâncias, a melhor para o clube, mas é também declarar a importância que este clube tem. Sou apenas um nome de entre muitos que apoiam esta candidatura. Nesta vasta lista estão D. Jorge Ortiga e outros membros da Igreja, desportistas, empresários, responsáveis máximos de instituições e associações, pessoas ligadas à cultura e à televisão, professores universitários, advogados, médicos, sócios antigos. Homens e mulheres.
No que me diz respeito, participar nesta lista faz todo sentido, porque sou bracarense e, desde pequena, em casa de meus avós e de meus pais houve sempre um único clube: o Braga. Foi sempre e unicamente pelo Braga que o meu pai torceu, sofreu nas derrotas e jubilou nas vitórias. Desde pequena, soube que uma bracarense é apenas do Braga. E isso é motivo de grande orgulho.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

22 Junho 2021

À solução!

21 Junho 2021

Uma seta para Meca

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho