Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

Os Papas de origem humilde

Plano, Director e Municipal …

Ideias

2011-04-30 às 06h00

Joaquim da Silva Gomes Joaquim da Silva Gomes

Nesta quadra Pascal, onde as crises económicas e políticas, mas também sociais e éticas, marcam os nossos tempos, é oportuno recordar a origem de algumas das pessoas mais influentes a nível mundial, e que marcaram as suas épocas: os Papas.
O primeiro Papa foi S. Pedro (desde os anos 30 até 67), um dos 12 apóstolos. Era um pescador pobre do mar de Tiberiades;

São Zeferino (foi Papa entre 199 e 217) nasceu em Roma e era de uma família humilde;

O Papa S. Dionísio (260-268) nasceu no seio de uma família pobre;

O Papa Bento II (684-685) era filho de um moleiro. Quando lhe trouxeram à presença o seu pai, de início não o reconheceu, acabando por o reconhecer quando este se vestiu de moleiro. De seguida, apenas lhe deu dinheiro para comprar uma mula;

O Papa João XVIII (1004-1009) era de uma família de muito baixa condição social, onde a miséria e as fracas condições de vida estavam presentes; Os seus sucessores foram os seus próprios filhos: Sérgio IV (1009-1012) e depois Bento VIII (1012-1024);

Damazo II (foi Papa durante apenas 15 dias - de 17 de Julho a 9 de Agosto de 1048) era, tal como João XVIII, oriundo de uma família de grandes dificuldades económicas;

O Papa São Gregório VII (1073-1085) era de uma família de baixa condição social - o seu pai era carpinteiro. A sua educação foi orientada por um tio. Foi um dos Papas mais notáveis da Idade Média e um dos vultos mais eminentes da História, cuja acção mais marcante no seu pontificado foi a criação do celibato papal (1074), proibindo o casamento para os Papas;

O Papa Anastácio IV (1153-1154) era filho de uma família pobre;

O Papa Urbano IV (1261-1264) que instituiu na Igreja Católica a festividade de “Corpus”, era filho de um sapateiro de Troyes (França);

Nicolau IV (1288-1292) que tinha pertencido aos franciscanos, era filho de uma família humilde e que passou grandes dificuldades económicas;

O Papa Celestino V (Julho a Dezembro de 1294) era oriundo de uma família numerosa, de modestos camponeses. Presume-se que tivesse sido assassinado pelo seu sucessor;

A mãe do Papa Beato Bento XI (1303-1304), era uma lavadeira de grande humildade. Protagonizou um episódio curioso com o seu próprio filho, uma vez que, quando a levaram perante o seu filho, agora Papa, este não a reconheceu. A razão foi que Benedito XI estava habituado a ver a sua mãe muito mal vestida e, quando a apresentaram com um traje luxuoso, o próprio filho não a conseguiu reconhecer. Morreu envenenado após comer, presume-se, vidro moído misturado com figos;

O Papa João XXII (1316-1434) era filho de um sapateiro em Cahors (França) cuja família era muito pobre. Foi o quarto de treze irmãos;

Outro Papa de origem muito humilde foi Bonifácio IX (1389-1404) que foi viver para Roma, acabando por ocupar a cadeira mais alta da Igreja Católica;

Outro Papa de origem muito humilde foi Alexandre V (1409-1410). Passou tantas dificuldades na infância que não chegou a conhecer os seus próprios pais. Passou a sua infância a pedir esmolas para sobreviver. Apesar de o considerarem “Antipapa”, é dos Papas mais admirados e estudados de sempre;

Nicolau V (1447-1455) era filho de uma mulher que vendia galinhas e ovos para sobreviver;

Sixto IV (1471-1484) era filho de um pescador. Durante a sua infância passou uma grande parte da sua vida no mar, acompanhando o seu pai nas lides piscatórias. Está associado à criação da Inquisição em Espanha;

Adriano VI (1522-1523) era filho de um carpinteiro que se dedicava a construir barcos. Nasceu na Holanda. Nos 456 anos seguintes todos os seus sucessores foram italianos, só terminando este período com João Paulo II. Só Adriano VI e Marcelo II mantiveram seu nome de baptismo após a eleição;

O Papa Pio V (1566-1572) passou a sua infância nos campos e nas montanhas, como pastor de ovelhas.

Também o Papa Sixto V (1585-1590), filho de um jornaleiro, foi guardador de gado, até que se tornou franciscano, antes de ser Papa;

O Papa Pio X (1903-1914) era de origem humilde. Foi o segundo dos dez filhos da pobre família de um trabalhador do município onde nasceu;

O Papa João XXIII (1958-1963) era de uma família de humildes camponeses. Tornou-se num dos Papas mais influentes do século XX. É recordado como “O Bom Papa”.

João Paulo II - De origem humilde perdeu sua mãe em 1929 vítima de doença grave nos rins. Foi o seu irmão mais velho que ajudou a criar os irmãos. Tornou-se num dos Papas mais admirados de sempre.

Numa altura em que as crises económicas e de valores dominam a nossa sociedade, estes são alguns dos exemplos de pessoas que não necessitaram de muito dinheiro ou do apoio de familiares ricos e influentes para se afirmarem na sociedade e ajudarem a construir um mundo mais próspero e mais solidário.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

30 Novembro 2020

Um Natal diferente

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho