Correio do Minho

Braga, sábado

- +

Obrigado, Joao Granja! (mas há ainda muito por fazer)

A bacia cor de laranja

Obrigado, Joao Granja! (mas há ainda muito por fazer)

Ideias

2021-07-11 às 06h00

João Freitas Alcaide João Freitas Alcaide

Uma nota prévia: O título deste artigo de opinião poderá fazer supor – erradamente – que o mesmo se tratará de um texto meramente adulatório, excessivo e lisonjeiro. Perante a possibilidade dessa conjetura incorreta, tenho, necessariamente, de afirmar desde já: Este artigo não é, definitivamente, um texto dessa natureza.
Aliás, este é, sim, o simples testemunho pessoal de alguém que tem o privilégio de conhecer o João Granja há alguns anos. Um testemunho que – não tenho nenhuma dúvida – será bastante idêntico a tantos outros das muitas pessoas que conhecem o João Granja. Diga-se de passagem, nos últimos dias, tenho ouvido e lido esses testemunhos de reconhecimento e gratidão ao João Granja variadíssimas vezes, e vindos dos mais diversos quadrantes político-partidários.
Digo-o com toda a certeza: Particularmente em tempos em que a política e os políticos estão tão descredibilizados, o João Granja é um dos melhores exemplos do melhor que há na política. Do que é ser e estar na vida política, de forma dedicada e comprometida com a causa pública.
Na verdade, na Assembleia Municipal de Braga do passado dia 25 de junho, o João Granja, líder da Bancada Municipal do PSD, para enorme surpresa e tristeza de toda a Assembleia – em especial, da Bancada do PSD (que integro) –, anunciou a sua despedida, ao fim de mais de 35 anos – desde os seus 23 anos –, deste órgão municipal. Um anúncio que lhe valeu, de modo plenamente merecido e justo, o aplauso de pé de toda a Assembleia.
Foi há, aproximadamente, 14 anos que participei, pela primeira vez, numa das tradicionais reuniões de sexta-feira à noite da JSD Braga. E uma das primeiras pessoas que tive a felicidade de conhecer foi o João Granja. Melhor: Uma das primeiras pessoas que me habituei a admirar foi o João, que é hoje, para mim – e, sei, para muitos –, uma grande referência. Tenho por ele um respeito, uma consideração e uma estima enormes. Na realidade, o que, à primeira, verdadeiramente impressiona no João é a disponibilidade, a empatia, o refinado sentido de humor e a capacidade ímpar de se relacionar com os outros. Mas, no decurso do tempo, apercebemo-nos de todo o resto – que é imenso –: A extraordinária dedicação, o trabalho hercúleo, a excecional capacidade de unir as pessoas e gerar consensos, e a notável inteligência, cultura e sabedoria política. No fundo, o político altruísta, brilhante e inspirador que o João é. Com um profundíssimo sentido de compromisso e serviço à comunidade, aos Bracarenses e à causa pública: Como Presidente do PSD Braga, como líder da Bancada do PSD na Assembleia Municipal, na Assembleia Intermunicipal do Cávado, na Assembleia de Freguesia de São Victor, no apoio inexcedível às freguesias e autarcas, no acompanhamento permanente das matérias e assuntos municipais, e em todas as demais funções que o João, sempre empenhadamente, tem exercido. Digo-o clara e expressamente: O João tem sido, em Braga, o coração, o pulmão e a alma do PSD. E é, realmente, um homem bom da cidade.
Assim, foi com (mais do que) natural tristeza – que foi a tristeza de tantos outros – que assisti ao anúncio da despedida do João da Assembleia Municipal. No entanto, não resisto a referir: Tenho lido e ouvido que o João, ao fim de 35 anos, deixou as funções autárquicas. Julgo que essa afirmação é manifestamente exagerada – utilizando a expressão de Mark Twain –. Não tenho dúvidas de que Braga não se pode dar ao luxo de ver sair tão facilmente um dos seus melhores.
O meu muito obrigado – que é o de muitos – ao João Granja, por tudo o que representa e por tudo o que tem feito. Até agora.
Porque há ainda muito por fazer.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho