Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +

O voo da Zulmira

Regresso às aulas e acesso ao ensino superior

O voo da Zulmira

Ideias

2021-12-20 às 06h00

Álvaro Moreira da Silva Álvaro Moreira da Silva

Termino este ano a escrever uma breve história sobre a Zulmira. Não quero destacar o seu “patrão da onça”, porque, tal como lhe disse, similares pessoas existem a pontapé em qualquer canto. Simplesmente, quero enaltecer a coragem e firmeza desta amiga que almejou espreitar pela moldura da janela. Durante uma parte da sua vida trabalhou arduamente para uma organização retalhista. Profissão dura e exigente. A árdua vida sempre exige dedicação, já todos o sabemos, pelo enrugar da pele e os cabelos a inverter o tom. Mas, a ela, exigiu-lhe o trabalho de três, sem receber um vintém extra que fosse. Salário de um, palmadinha nas costas para três. Vinte e poucos anos passaram e uma vida em perfeita redoma, dedicada à mesma arte e à sua profissão. Recentemente, encontrei-a indagadora pelo centro da cidade. Lançou-me um contagiante sorriso e o mesmo gesto eu devolvi. Não sei se vos acontece, mas a mim parece-me que o escoar do tempo vai esmorecendo os sorrisos de muitos que nos rodeiam, sem que a gente tenha essa consciência. Ou, infelizmente, nem a procure ter. Por momentos, contou-me a sua história, culminando num singelo desabafo: “o patrão remexia-me as entranhas e humilhava-me diariamente. Agora, procuro a liberdade, ser feliz. Despedi-me.”
Desci o caminho pela estreita calçada, cruzando a Rua dos Chãos até ao Campo da Vinha. Apressei o passo até ao carro, de modo que a reunião da tarde não escapasse. A temática da sessão intitulava-se “gestão de ciclo de vida de uma loja”. A equipa de negócio realçou três pilares essenciais. O primeiro, relacionado com as atuais exigências do mercado e a crescente competitividade. Seria importante desenvolver uma nova solução digital que otimizasse o processo de gestão do ciclo de vida de uma loja. O segundo pilar assentava na utilização da mesma solução para a melhoria da comunicação e colabo- ração das diversas equipas de trabalho envolvidas no processo. Neste ponto, destacou-se a necessidade de se abrirem novas lojas com maior rapidez e eficiência. O terceiro pilar, assentava no desenvolvimento de um novo modelo de previsão de mão de obra. Este modelo preditivo permitiria estimar o número de colaboradores necessários para a nova loja, baseado num critério pré-estabelecido. Neste ponto, destacou-se, a ambicionada margem de lucro.
No decorrer da reunião escutei com atenção os especialistas da área. Fui anotando os seus requisitos meticulosamente. No papel, rabisquei a palavra “margem” por uma dúzia de vezes, tantas foram as mesmas que a palavra foi mencionada. Rente às cinco da tarde, bem no findar da longa sessão, o sino da igreja lançou as repetidas badaladas. Uma bicada de fome atravessou o meu estômago. Corri para a varanda e sentei-me.  Saboreei uma côdea com um pedaço de queijo, partilhando as migalhas com um ousado melro. Por momentos, miro aquele pássaro e sorrio-lhe, recordando a não menos destemida Zulmira. O grito de revolta transformou-a num pássaro, uma pessoa livre, libertando-a das correntes e humilhação diária. Fê-la acreditar nas suas capacidades e ambicionar realizar-se profissionalmente, num ambiente bem mais harmonioso.
Quanto à organização, que tal como todas as outras tantas vangloriam e se focam na palavra “margem”, infelizmente esqueceu-se desta exemplar colaboradora. Foram vinte e tal anos de suor e dedicação. Saiu sem dó, nem piedade, mas com três palmadinhas nas costas. É certo que não irei sentir mais o prazer do seu atendimento na loja, mas fico feliz por existirem pessoas incríveis, que tal como o pássaro, são capazes de procurar a felicidade noutros voos. Perdeu a organização e o seu chefe, ganhou a Zulmira!
*com JMS

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

03 Outubro 2022

O Memorial do Aeroporto

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho